Corecon promove debate, mas Amazonino falta e Braga é sabatinado - Assista - Fato Amazônico




Corecon promove debate, mas Amazonino falta e Braga é sabatinado – Assista

O Conselho Regional de Economia (Corecon) promoveu ontem (10), na sede da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (Fieam), um debate com os dois candidatos que disputam o segundo turno das eleições suplementares ao governo do Estado, mas o ex-governador Amazonino Mendes (PDT) não compareceu, apenas o senador Eduardo Braga (PMDB) esteve no local e respondeu a todos os questionamentos de economistas, empresários e estudantes participaram do debate que virou na verdade uma sabatina com o candidato da coligação peemedebista. A coligação “Movimento pela Reconstrução do Amazonas” informou que o pedetista não pode comparecer ao debate por questões de agenda de campanha.

O tema da Semana é ‘A construção do conhecimento no fomento ao desenvolvimento econômico do Amazonas’. Tranquilo, Braga disse que o planejamento econômico e a organização tributárias do Estado estão errados. “Manaus tinha voo direto para Lisboa, mas perdemos; tinha voo para Miami, mas perdemos; tinha várias conexões internacionais, mas perdemos. E Belém está ganhando”, afirmou o candidato, acrescentando que sua proposta é mudar essa lógica.

“Nós queremos arrecadar tributos, mas em nome da geração de empregos, em nome do aumento da atividade econômica, em nome do aumento do PIB, em nome da capacidade de enxugar a máquina pública e cortar os super contratos de forma dramática, a fim de que o custeio da máquina pública seja ajustado. E, desta forma, nós possamos começar a dar um novo caminho para o estado do Amazonas”, disse.

O senador disse aos que aos economistas, empresários e estudantes participaram do debate que é preciso apresentar uma nova lei de incentivos fiscais dos impostos estaduais olhando para o novo período da ZFM que foi prorrogado até 2073.

Ao ser questionado pelo economista José Laredo sobre as suas propostas para alavancar o modelo industrial de Manaus, que na opinião do profissional está definhando, com quase 10% de decréscimo com relação aos novos investimentos, Braga disse que ao assumir o Governo irá encaminhar Mensagem Governamental à Assembleia Legislativa do Estado (Aleam) para fazer a revisão dos benefícios concedidos às empresas do Polo Industrial de Manaus (PIM).

“O Polo de Duas Rodas está pedindo socorro e iremos desonerar nessa área, como ainda agregar ao modelo produtos da biodiversidade e da área de software”, disse Braga.

Para o vice-presidente do Corecon, Stony Bindá, todas as propostas apresentadas pelo candidato serão registradas por meio de uma carta-compromisso e serão cobradas caso vença esta eleição e assuma o Governo do Amazonas. “Lamento que o outro candidato não tenha comparecido. Porque esse debate é especializado e com conteúdo para fomentar ações para o futuro desenvolvimento deste Estado”.