Corinthians bate Colo-Colo nos pênaltis e fatura Libertadores feminina - Fato Amazônico

Corinthians bate Colo-Colo nos pênaltis e fatura Libertadores feminina

Gazeta Esportiva – O Corinthians é o grande campeão da Libertadores feminina de 2017. Neste sábado, o time alvinegro entrou em campo para disputar a grande final do torneio contra o Colo-Colo, no estádio Arsenio Enrico, no Paraguai, e não decepcionou. Depois de 90 minutos sofridos, terminando em 0 a 0, a partida se encaminhou para os pênaltis e, posteriormente, para as cobranças alternadas, onde as brasileiras levaram a melhor (5 a 4) e acabaram garantindo o título continental.

Essa é a sétima vez que o futebol brasileiro conquista a Libertadores feminina, que existe desde 2009. O São José é o maior campeão, com três títulos (2011, 2013 e 2014), o Santos tem dois (2009 e 2010) e a Ferroviária um (2015).

O jogo – O Corinthians dominou o primeiro tempo no Paraguai. Muito superior tecnicamente, a equipe alvinegra passou grande parte do jogo no campo de ataque, levando perigo à meta adversária. Logo aos sete minutos, em cobrança de falta pela direita, a bola foi alçada na área a acabou sobrando nos pés de Raquel, que bateu de primeira, mas mandou para fora.

A única investida perigosa do Colo-Colo aconteceu aos 19 minutos, em chute de direita de Karen que acabou desviando na goleira Thais e batendo no travessão. Como resposta, Kerolin fez boa jogada pela direita e acionou Raquel, que furou dentro da área. Na sobrea, Monique acabou chutando à esquerda da goleira Armijo.

Antes do apito final o Corinthians ainda teve tempo para ver mais uma tentativa não resultar em gol. Aos 39 minutos Keroline ganhou disputa de bola e bateu firme, porém, a bola explodiu no travessão.

A tônica do primeiro tempo se repetiu na etapa complementar. Mais consistentes, as jogadoras do Corinthians permaneceram na maior parte do tempo com a posse de bola e seguiram pressionando as rivais. Aproveitando o contra-ataque depois do cruzamento de Claudia Soto, o Corinthians chegou na cara do gol após Grazi receber bom passe e ficar frente a frente com a goleira rival. Na hora de definir, a jogadora do Timão finalizou em cima de Armijo, que salvou o time chileno mais uma vez.