Os ministros da Educação e da Justiça e Segurança Pública se reuniram para definir estratégias da ‘Lava Jato da Educação’. A reunião aconteceu na quinta-feira, 28, no Ministério da Justiça.

Eles discutiram sobre o andamento do protocolo de intenções, assinado em 14 de fevereiro. O documento propõe apurar indícios de corrupção, desvios e outros tipos de atos lesivos à administração pública.

Neste caso, o foco está no âmbito do Ministério da Educação e suas autarquias nas gestões anteriores. O acordo vai marcar uma ampla investigação interministerial.

O documento foi assinado pelos ministros da Educação, da Justiça, da Controladoria-Geral da União e pelo advogado-geral da União. Também estava presente o diretor-geral da Polícia Federal, Maurício Valeixo, que será peça fundamental na apuração dos fatos.