CRO-AM intensifica fiscalização no interior do Estado - Fato Amazônico

CRO-AM intensifica fiscalização no interior do Estado

O Conselho Regional de Odontologia do Amazonas (CRO-AM) está intensificado a fiscalização no interior do Estado como forma de coibir a atuação de falsos dentistas e ainda ouvir as demandas dos profissionais que atuam nessas localidades. Nas últimas semanas, o órgão esteve em São Gabriel da Cachoeira, Tabatinga, Atalaia do Norte e Benjamim Constant, na região Oeste do Estado.

Em alguns municípios, a presidente do CRO-AM, Vera Louzada, explica que as fiscalizações foram solicitadas pelo Ministério Público do Estado (MPE). “ No ano passado, cerca de 28 municípios foram fiscalizados pelo conselho, onde flagramos irregularidades e também aproveitamos para orientar os cirurgiões-dentistas que trabalham no interior”, disse.

A presidente Vera Louzada destaca que nos últimos dois anos 2012-2013, Conselho regional flagrou mais de 600 ilegalidades na capital e no interior, dentre elas: o exercício ilegal da profissão (falsos dentistas), acadêmicos fazendo atendimentos como dentistas (o que é proibido pela legislação brasileira), além de clínicas e laboratórios sem registros.

“A principal ocorrência que verificamos no interior do Amazonas, de maneira geral, é a atuação de técnicos em prótese dentária como dentistas. É algo muito perigoso para a saúde, temos vários casos de pessoas que ficaram com graves sequelas após serem submetidas a procedimentos por profissionais sem formação”, disse Louzada.

A presidente do CRO-AM alerta que somente o cirurgião- dentista é capacitado e autorizado a fazer procedimentos na boca do paciente, garantindo a saúde e o bem-estar. “A prática ilegal pode resultar em complicações graves como a contaminação por doenças: Hepatite, HIV, herpes e infecções bacterianas, ocasionadas pela falta de higiene ou esterilização inadequada de equipamentos entre outros”, afirmou.

A população pode ajudar no combate aos falsos dentistas denunciando para o conselho e ainda para os órgãos de polícia, já que o exercício ilegal da profissão é um crime previsto no Código Penal Brasileiro (CPB). O CRO Amazonas possui sede na Rua Silva Ramos, nº 71, no Centro de Manaus. As denúncias podem também ser feitas pelo 0800 284 1380 e pelo telefone 3131-2200.