Cúpula da Segurança Pública desmente greve de policiais militares na capital e no interior do estado - Fato Amazônico

Cúpula da Segurança Pública desmente greve de policiais militares na capital e no interior do estado

Apesar dos boatos de que policiais militares de Manaus e alguns interior do estado cruzaram os braços neste domingo em entrevista coletivo hoje por volta de 20h no Comando Geral da Polícia Militar, o secretário de Segurança Pública, coronel Paulo Roberto Vital, e o comandante geral da PM, coronel Almir David, desmentiram qualquer indício de paralisação de policiais militares.

De acordo com ele, há muita informação inverídica sendo repassada por meio das redes sociais e aplicativos de bate-papo no celular, como “whatsapp”. “Queremos tranquilizar a população de que não há nenhuma greve e que todo o policiamento ostensivo foi mantido dentro da normalidade neste domingo”, afirmou.

O coronel Vital também pediu contribuição dos veículos de comunicação para que não divulguem boatos ou informações falsas sobre a greve. “Esses boatos causam pânico na população e causam sensação de insegurança. Nossa cidade continua tranquila, sem anormalidade”, disse.

Sobre a reivindicação das categorias, o secretário de Segurança Pública destaca que todos os acordos firmados estão sendo cumpridos pelo Governo do Estado. Ainda neste ano, por exemplo, o aumento para os policiais, em ganhos reais, ficará em torno de 12%. “O salário inicial de um soldado deve chegar a R$ 2,8 mil, com todas as gratificações. Isso já é uma conquista iniciada na gestão do ex-governador Omar Aziz, que está sendo cumprida no governo do José Melo”, destacou o secretário.

De acordo com o secretário Vital, todas as associações representantes de oficiais, sargentos, cabos e soldados da Polícia Militar, manifestaram apoio ao governo e negaram qualquer tipo de movimento grevista. “Mesmo se isso acontecesse, nós temos um plano para executar. Com isso, a cidade em momento algum ficará desassistida”, disse.