Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

A primeira edição do Curso de Formação de Defensores Populares de 2018, que foi estendida como capacitação para Gestores Escolares da rede estadual de ensino, encerrou na sexta-feira, dia 15 de junho, com a formação de mais de 500 pessoas, entre cidadãos comuns da capital e do interior e 280 pedagogos, diretores, psicólogos e professores, totalizando alunos de 32 cidades do Amazonas.

Com realização da Escola Superior da Defensoria Pública do Estado do Amazonas (Esudpam) e da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), a cerimônia de encerramento ocorreu na tarde de sexta-feira, no auditório do Centro de Formação Profissional Padre José de Anchieta, localizado ao lado da sede da Seduc, no bairro Japiim II, zona sul de Manaus.

O objetivo do curso é levar noções básicas de Direito gratuitamente à população, com aulas ministradas por defensores públicos  e transmitidas via satélite pelo Centro de Mídias da Secretaria de Estado da Educação. “É importante que a população participe, porque ela acaba se tornando nossa parceira, e, através da formação, a gente fortalece ainda mais esse vínculo”, afirmou a diretora da Esudpam, a defensora pública Manuela Cantanhede Antunes.

Parceria – Essa foi a primeira edição, via parceria com a Seduc, que incluiu a participação e formação de gestores escolares da rede pública estadual. “Essa oportunidade, além de agregar o nosso currículo e nos qualificar como profissionais, nos agrega como seres humanos. Nos faz ter noção do Direito, que está presente na sociedade, mas nos humaniza também e, para um educador, isso é fundamental”, afirmou Silvio Barros Tavares, professor da rede estadual e mais novo defensor popular. 

Nesta edição do curso, foram oferecidos os temas Direitos Humanos; Direito Constitucional x ECA; Direito Administrativo; Direito das Famílias; Direito Civil x ECA; Direito Processual Civil; Direito Processual Penal; Direito Penal x ECA; Direito do Consumidor; Direito do Indígena x Direito Ambiental; Estatuto do Idoso; Estatuto da Criança e do Adolescente; Direito da Saúde; Direito à Moradia; e Direito Previdenciário x ECA.

“E o nosso objetivo é que através do curso, sejamos multiplicadores dos direitos e deveres”, finalizou a defensora pública Manuela Catanhede. 


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •