O clima na quinta-feira, 06, na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), foi de temperatura alta, com incidência de raios e trovoadas.

Em meio da turbulência, chacoalhada com a eleição da Mesa Diretora daquele poder legislativo, o presidente da Aleam, deputado David Almeida (PSB), colocou em prática todo o repertório inquisitorial nem sempre compatível com a ética parlamentar para desqualificar o colega deputado, Josué Neto (PSD).

Segundo o presidente da Assembleia Legislativa, Josué Neto foi displicente, inoperante e incapaz de implementar mudanças necessárias à dinâmica da Casa. 

David Almeida, ao ser traído por incontrolável impulso emocional, simplesmente não aceitou a ponderação feita por Josué Neto que propugnou mais flexibilidade no debate com os deputados quanto à estrutura de comissões internas.

Na avaliação do deputado Neto, o presidente da Aleam poderia atender mais os deputados ao invés de ter “mãos de ferro” apenas para o que era do interesse dele.

“Se tenho pulso de ferro, é o pulso que o senhor não teve quando foi presidente”, rebateu David Almeida.

As declarações de David Almeida reverberadas num ambiente dominado por pesada atmosfera, excitaram ainda mais os ânimos no plenário da Alem.

“Vossa excelência foi eleito presidente da Aleam com o meu apoio. Quando fui presidente, em 2014, nós reelegemos 17 deputados estaduais e três federais. O pior presidente deste poder não fui eu. Eu lhe ajudei a chegar, aí, nessa cadeira. Eu articulei para vossa excelência estar aí”, fustiga.

“O senhor é hipócrita e incoerente. Suas práticas sempre são contrárias ao seus discursos”, completa, expondo o assunto que é comentado nos bastidores políticos de que o candidato à presidente da ALE de David Almeida não é o deputado Serafim Corrêa (PSB) da sigla dele, mas o deputado da base aliada de Amazonino Mendes, Berlarmino Lins (PP).

Assista o vídeo