Compartilhe
  • 7
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    7
    Shares

O assassinato do advogado criminalista, Armando de Oliveira Freitas, de 79 anos, morto na manhã do dia 4 deste mês em seu escritório, localizado na Avenia Presidente Dutra, no bairro da Glória, Zona Centro-Oeste de Manaus, está prestes de ser elucidado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros. Nesta segunda-feira (21), o delegado Jeff David Mac Donald, que presidiu as investigações, divulgou o retrato falado do atirador e imagens das câmeras de segurança que flagraram a ação do homicida.

Jeff Mac Donald disse, que são várias linhas de investigações, uma delas a possível disputa de um terreno na área da Ponta Negra. “Estamos levantando várias informações”, disse o delegado, informando que nas imagens das câmeras de segurança mostram que o atirar ficou alguns minutos próximo a residência até a chegada vítima.

“Assim que a vítima chega e entra, o atirar corre e adentra a casa que também era o escritório do advogado”, disse o delegado, informando que depois de atirar na vítima, o homem escorrega e cai e uma testemunha pega a arma e efetua tiros no homicida.

O atirador, ainda não identificado, de acordo com o delegado entra no Onix, de cor branca, placas não divulgadas, já apreendido por policiais da Delegacia Homicídios e Sequestros. “Estamos fazendo a perícia do veículo e cremos que é clonado”, acrescentou, pedindo o apoio da população para que depois de olhar o retrato falado divulgado pela imprensa possam ligar para o 181 (disque denúncia) e o 99184-4434 (disque denúncia da DEHS), dando informações a respeito do suspeito.

O delegado disse ainda, as investigações demonstram que antes do crime foi feito todo o levantamento pelos bandidos para executar o homicídio. “É um crime complexo. Não sabemos se foi um cliente, briga familiar ou a questão do terreno. Não podemos descartar nenhuma linha de investigação”, declarou o delegado Jeff David Mac Donald, afirmando que precisam qualificar e prender o atirador para concluir as investigações.

Entenda o crime

O advogado criminalista, Armando de Oliveira Freitas, de 79 anos, foi morto na manhã do dia 4 deste mês em seu escritório, localizado na Avenida Presidente Dutra, no bairro da Glória, Zona Centro-Oeste de Manaus. Ele ainda chegou a ser levado ao Hospital Pronto-Socorro 28 de Agosto, mas já deu entrada sem vida.

A vítima que chegou a ser socorrida por seu filho, o advogado Glen Wilde do Lago Freitas, morreu a caminho do hospital.

Glen Wilde disse a polícia, que ouviu os tiros dentro do escritório e desceu correndo e já encontrou seu pai caído.


Compartilhe
  • 7
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    7
    Shares