Dema registra apreensão de mais de 13 kg de carne de caça ilegal - Fato Amazônico

Dema registra apreensão de mais de 13 kg de carne de caça ilegal

A Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente e Urbanismo (Dema), registrou ontem (7), por volta das 13h, a apreensão de 13,3 kg de carne da caça, realizada por policiais militares do Batalhão de Policiamento Ambiental (BPAmb-AM), dentro da Unidade Prisional do Puraquequara (UPP), localizada na zona Leste da capital.

O fato ocorreu durante revista de rotina realizada por agentes de ressocialização. A autônoma, que não teve o nome divulgado, de 37 anos, foi detida no momento em que tentava entrar no local com carnes de paca e tatu, dentro de um isopor, a fim de entregá-las ao ex-companheiro, João Vanderlei Soares Chaves, que cumpre pena na UPP.

De acordo com a delegada titular da Dema, Ana Cristina Braga, a mulher teria recebido a mercadoria de um irmão que reside em um sítio localizado no município de Autazes, distante 113 quilômetros em linha reta de Manaus.

“Em depoimento, ela informou que não sabia sobre a ilegalidade da carne. A mulher assinou um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) pelo crime transportar espécie da fauna silvestre ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, previsto no artigo 29, parágrafo 1º, inciso 3º, da Lei nº 9.905/98”, disse a autoridade policial. Após os procedimentos legais, a autônoma foi liberada para responder à Justiça em liberdade.

A carne foi enviada para a realização da perícia técnica e após a liberação da mesma, será descartada. “Este é o tipo de apreensão que não pode ser doada a instituições, uma vez que não sabemos a procedência da carne”, concluiu Ana Cristina.