Após um longo processo de contagem de votos, a democrata Kyrsten Sinema derrotou a republicana Martha McSally na acirrada disputa por uma cadeira no Senado dos Estados Unidos das eleições do último dia 6 de novembro, segundo números oficiais divulgados na segunda-feira (13/11), pela Secretária do Estado do Arizona.

Com este resultado, Sinema se tornou assim a primeira mulher na história do Arizona a ocupar um posto no Senado federal e alcançou uma significativa vitória para o Partido Democrata por esta ser uma das poucas cadeiras da Câmara Alta que conseguiram arrebatar dos conservadores.

Contudo, este resultado não muda o controle que os republicanos terão no Senado após as eleições de dia 6 no qual, no entanto, perderam sua maioria na Câmara de Representantes.

De acordo com os mais recentes números informados hoje pela Secretária do Estado do Arizona, Sinema superou McSally por 38.197 votos, o que representa 1,7% do total dos mais de 2,1 milhões de votos registrados nas eleições de metade de mandato presidencial.

Assim, Sinema deu a volta nos primeiros números na contagem de votos que situavam sua oponente em primeiro lugar. No entanto, com o passar dos dias e a soma dos votos pelo correio – que representaram a maioria neste estado, o que desacelerou o processo -, a democrata diminui a distância para finalmente colocar-se à frente e ganhar.

Com o seu triunfo, os democratas voltarão a representar o estado do Arizona no Senado federal pela primeira vez desde 1988.

“Durante todo o tempo que servi ao estado do Arizona, trabalhei para ajudar outros a ver a nossa humanidade comum e encontrar um ponto em comum. Esse é o mesmo enfoque que adotarei para representar nosso grande estado no Senado, onde serei uma voz independente”, disse Sinema em mensagem publicada na sua conta do Twitter.

Por sua parte, e também através das redes sociais, McSally aceitou sua derrota e felicitou Sinema após uma “dura batalha”.

“Eu lhe desejo muito sucesso. Estou muito agradecida por todos aqueles que me apoiaram. Estou inspirada pelo espírito do nosso estado”, disse a republicana, acrescentando ter telefonado para Sinema para felicitá-la por sua vitória.

Com este resultado se encerra uma das grandes disputas ainda abertas após as eleições do dia 6, pois seguem sem definição as dos governos da Flórida e da Geórgia e por uma cadeira no Senado federal pelo primeiro destes estados.

(EFE)