Denúncia de envio de medicamentos vencidos para UBSs chega à Câmara Municipal de Manaus - Fato Amazônico

Denúncia de envio de medicamentos vencidos para UBSs chega à Câmara Municipal de Manaus

O vereador Waldemir José (PT) ocupou a tribuna da Câmara Municipal de Manaus (CMM), ontem, para denunciar que medicamentos vencidos estão sendo distribuídos às Unidades Básicas de Saúde (UBS) e apontou outras falhas como a falta de remédios essenciais.

De acordo com o parlamentar, o problema foi identificado depois de uma fiscalização realizada por ele na Unidade Básica 49, localizada na comunidade São Sebastião, no bairro Petrópolis, zona Sul de Manaus. Fotografias mostradas pelo vereador reforçaram as denúncias.

“Ouvimos relatos de técnicos e comunitários de que as unidades estão ficando sem medicamento por até 15 dias. As unidades estão sem a fita do glicosímetro. Está faltando enalapril, medicamento essencial para a hipertensão há uns dois meses. No caso dos medicamentos vencidos, os técnicos informaram e as fotos mostram que há lotes vencidos em 2012 e 2013 e que ainda estão na unidade. Os técnicos receberam esses medicamentos e separaram porque identificaram que o lote estava vencido”, disse Waldemir José.

O vereador ressaltou ainda que muitos pacientes estão suscetíveis a sofrer um infarto ou um Acidente Vascular Cerebral (AVC) em decorrência da falta do medicamento que controla a pressão arterial.

Waldemir José declarou que levou os problemas ao conhecimento do ex-vereador e secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão, e o mesmo informou que fará um levantamento junto aos fornecedores dos medicamentos a fim de solucionar o problema e identificar a falha.

Comissão vai investigar

Ao final do pronunciamento de Waldemir, o presidente da Comissão de Saúde da Câmara, vereador Marcelo Serafim (PSB) convidou o vereador petista a retornar à Unidade Básica, a fim de que ele e a Comissão possam também atestar a veracidade ou não dos fatos relatados pelo parlamentar.