Às 21h45 (de Brasília) desta quarta-feira, (31/10), no Allianz Parque, o Palmeiras entra em campo para enfrentar o Boca Juniors, pela semifinal da Copa Libertadores. Derrotado por 2 a 0 em Buenos Aires, o time alviverde luta contra o cansaço em uma temporada desgastante.

No empate contra o Flamengo, por exemplo, o meio-campista Moisés e o atacante Willian foram colocados em campo pelo técnico Luiz Felipe Scolari mesmo sem condições físicas ideais. Já Luan e Felipe Melo precisaram ser substituídos no Maracanã.

“Vamos juntar os cacos de toda essa situação e tentar reverter o jogo em casa, com apoio do nosso torcedor e mais uma entrega da equipe”, afirmou Felipão. “Na quarta-feira, temos a ideia de passar. Não sei como. O Boca é uma grande equipe e vamos enfrentá-los”, completou.

Na Bombonera, o Palmeiras não correu grandes riscos até a entrada do inspirado atacante Dario Benedetto, autor dos gols do Boca Juniors. Para avançar sem decisão por pênaltis, o time alviverde precisa ganhar por três tentos de diferença no Allianz Parque.

“Com calma e tranquilidade, a gente pode conseguir os dois gols ou, quem sabe, até fazer o terceiro. Mas sabemos que vai ser muito difícil. Com a confiança e os jogadores que temos, esperamos passar por essa dificuldade e classificar”, disse o atacante Dudu.

O elenco alviverde se reapresenta para um treinamento na Academia de Futebol na tarde desta segunda-feira. Como de costume, o misterioso Felipão permitirá que a imprensa acompanhe apenas parte do aquecimento dos atletas antes dos trabalhos. (Gazeta Esportiva)