Detentas usam "tereza", escalam muro com facilidade e fogem da Vidal Pessoa em Manaus - Fato Amazônico




Detentas usam “tereza”, escalam muro com facilidade e fogem da Vidal Pessoa em Manaus

As presidiárias Cliciane Ferreira de Souza (acusada de assalto), Jackeline Carla Cesar Correa (tráfico de drogas) e Daniela Rodrigues Duque, fugiram na madrugada desta quarta-feira da ala feminina da Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro de Manaus. Usando o que os presos chamam de “Tereza” (lençóis amarrados um ao outro), elas conseguiram escalar o muro para em seguida ganharam a rua.

Um policial militar, que não teve o nome revelado, que estava na muralha, foi levado à Corregedoria, onde prestou esclarecimentos a respeito da fuga das mulheres.

Como as três escalaram o muro perto da guarita, onde o policial estava de serviço, acredita-se que ele tenha facilitado a fuga, pois poderia ter visualizado as presas e impedir que elas pulassem o muro da unidade prisional.

Reincidentes

As presas, Jackeline Carla Cesar Correa, foram presas em flagrante por tráfico de drogas e Danielle Oliveira, em outubro do ano passado, juntamente com Luciana Pereira da Silva, Jéssica Gurgel Rodrigues e Cleonice de Oliveira Monteiro,elas aproveitaram o horário do lanche, durante uma forte chuva, para dominar e agredir uma agente prisional e fugiram com ajuda de um taxista.

Acusada de assalto

Cliciane Ferreira, é acusado de participar de assalto em consultório odontológico

Cliciane Ferreira de Souza, 19, uma das detentas que fugiu, foi presa em flagrante em dezembro de 2012, por policiais militares, acusada de participar de um assalto a mão armada a um consultório odontológico no bairro Compensa 2, na Zona Oeste de Manaus. Juntamente com ela foi presa Ivone Freitas da Silva, 26 Luiz Antônio Felol Colares, 34.