Dia D contra gripe leva milhares de pessoas aos 944 postos de vacinação em Manaus - Fato Amazônico

Dia D contra gripe leva milhares de pessoas aos 944 postos de vacinação em Manaus

A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), imunizou contra a gripe, até às 13h30 horas de ontem 61.939 pessoas no Dia D da Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. A abertura do evento foi feita pelo secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão, na Unidade Básica de Saúde Amazonas Palhano, no bairro São José I, com a presença do diretor-presidente da Fundação de Vigilância Sanitária (FVS), Bernardino Albuquerque e contou com a animação dos símbolos da campanha, o casal Maria e Zé Gotinha.

A expectativa da Semsa, segundo o secretário, é vacinar 200 mil pessoas somente neste sábado. “Colocamos 944 postos de vacinação em toda a cidade à disposição da população para que todos os grupos prioritários possam ser imunizados.

A gripe é imunoprevenível e a única forma de evitar a doença é a vacina, por isso estamos com mais de 4.104 profissionais de saúde trabalhando na campanha para proteger as pessoas contra a gripe”, declarou Homero de Miranda Leão.

A campanha da gripe iniciou no dia 22 de abril e se estenderá até o dia 9 de maio, em 165 unidades de Saúde da capital, das 8h às 17h. O público alvo da vacinação contra a gripe são crianças de seis meses a menores de cinco anos (4 anos, 11 meses e 29 dias), pessoas com idade a partir de 60 anos, os trabalhadores de saúde, os povos indígenas (aldeados), as mulheres gestantes, as puérperas (até 45 dias após o parto), a população privada de liberdade, os funcionários do sistema prisional, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

A recomendação é que as pessoas incluídas no público-alvo da campanha apresentem o cartão de vacinação. A meta em Manaus é imunizar 80% do público alvo da campanha, que são 391.345 pessoas, sendo 60.675 de crianças a partir de 6 meses e menores de 2 anos, 99.100 crianças de 2 a 4 anos, 46.728 trabalhadores de saúde, 30.338 gestantes. 4.987 puérperas, 581 indígenas, 111.669 idosos e 37.268 indivíduos portadores de comobirdades.

No período de pós-campanha, de 28 de abril a 09 de maio, o grupo prioritário impossibilitado de locomoção, como os idosos acamados, poderá continuar tendo acesso à vacina com o agendamento pelo telefone 0800-280-8280, de segunda a sexta-feira, no horário das 8h às 12h e das 13h às 17h.

O pedreiro Luiz Alberto Cavalcante, 36, fez questão de acordar cedo para levar o filho Cauã, de dois anos e meio, para tomar a vacina contra a gripe. Mesmo com o choro do pequeno, o pai disse que faz questão de manter o cartão de vacinação atualizado. “Tenho orgulho de ter o cartão de vacina em dia, porque é o melhor modo de cuidar da saúde dele. Sei que o Cauã tem medo de injeção, mas é o único jeito de proteger o meu filho contra a gripe. Todos os anos ele toma a vacina e nem fica mais gripado, o que me deixa tranquilo”, afirmou.

Prevenção e combate à hipertensão

Neste dia 26 de abril, a Semsa também participou do Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão, na comunidade Nossa Senhora do Livramento, localizada ao longo do rio Negro. A campanha abordou o tema “Prevenir a hipertensão ainda é o melhor remédio”.

A programação aconteceu no Posto de Saúde Rural Nossa Senhora do Livramento, com distribuição de material educativo, aferição de pressão arterial e palestras sobre temas como “Alimentação Saudável”, “Importância da Atividade Física” e “Causas e Sintomas da Hipertensão”.

A partir desta segunda-feira, dia 28, todas as Unidades Básicas de Saúde e Policlínicas da rede municipal irão realizar durante uma semana ações de prevenção e controle de hipertensão.