Dois bairros da Zona Norte são alvos da “Operação Espectro de Segurança” - Fato Amazônico

Dois bairros da Zona Norte são alvos da “Operação Espectro de Segurança”

Órgãos do Sistema de Segurança Pública do Amazonas iniciaram, ontem (27), a segunda edição da ‘Operação Espectro de Segurança’, ação integrada, que visa aumentar a presença das polícias e a sensação de segurança nos bairros Monte das Oliveiras e Colônia Terra Nova, Zona Norte de Manaus.

De 2014 até março deste ano, os dois bairros registraram cerca de 14 homicídios. O foco principal da operação será no polígono com maior concentração de homicídios, onde vivem cerca de 58 mil pessoas.

Durante o fim de semana, as polícias Civil e Militar, Departamento Estadual de Trânsito do Amazonas (Detran-AM), Ouvidoria e Corregedoria-Geral do Sistema de Segurança e Corpo de Bombeiros, desenvolverão ações nas áreas de policiamento ostensivo, repressão qualificada, fiscalização de trânsito e de estabelecimentos como bares e casas noturnas.

A coletiva de lançamento da operação contou com as presenças do subcomandante geral da Polícia Militar, coronel Antônio Escossío, do delegado-geral da polícia Civil, Orlando Amaral, e do secretário de Segurança Pública do Amazonas, Sérgio Fontes.

Essa é a segunda ação integrada realizada neste ano. A primeira foi realizada no bairro Jorge Teixeira, na zona Leste. Um dos diferenciais desta ação, de acordo com o secretário de Segurança Pública, Sérgio Fontes, é o uso das ferramentas tecnológicas que norteiam toda a operação. “Estamos agindo baseando nas estatísticas que apontam grande incidência de crimes nesse bairro. Essa ação busca mostrar o policiamento ostensivo e a presença das forças de segurança”, disse.

Para a ação, foi elaborado o Plano Tático Integrado de Segurança (PTI), documento com informações gerais a respeito da Operação, do Sistema Integrado de Comando e Controle, da participação dos órgãos participantes e visa nortear os planos dos órgãos envolvidos na operação.

Nessa operação, os órgãos irão utilizar a Plataforma GeoAmazonas, um banco de dados único que integrada todos os dados estatísticos da área de atuação. “Por meio dessa plataforma, cada órgão alimenta em tempo real todos os desdobramentos operacionais”, disse.

As ações serão acompanhadas do Centro Integrado de Comando e Controle do Amazonas (CICC), que em parceria com a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), também realizará o monitoramento dos presos que utilizam as tornozeleiras eletrônicas e que estiverem na área da operação.