Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Lukas Washington Melo Rabelo, 20, e Milklelton Batista da Silva, 22 acusados por roubo a um ônibus coletivo da linha 519, na Zona Sul de Manaus foram presos em flagrante por policiais do 3º Distrito Integrado de Polícia.

De acordo com a delegada Benvinda Gusmão, a dupla foi presa ontem (21/06), por volta das 9h, em via pública, na avenida Leopoldo Carpinteiro Peres, bairro Petrópolis.

Benvinda relatou que câmeras de segurança instaladas dentro do ônibus registraram a ação criminosa, ocorrida na noite da última segunda-feira (18/06), às 22h30, no momento em que o veículo trafegava pelo bairro Petrópolis. Segundo Gusmão, as investigações em torno do caso foram iniciadas após as vítimas formalizarem a ocorrência no 3º DIP.

“Lukas, Milklelton e um terceiro individuo, já identificado pela nossa equipe, renderam o motorista e o cobrador do coletivo. Na sequência, o trio subtraiu a renda do ônibus e os pertences dos passageiros. Durante as investigações, verificamos que Lukas é autor de roubo ocorrido no dia 26 de julho de 2017, a uma loja de cosméticos e confecções, situada no bairro Petrópolis. Do lugar ele subtraiu R$ 3,5 mil em espécie, notebooks e celulares”, disse Gusmão.

Mandado de prisão preventiva – A autoridade policial declarou que com os infratores foi apreendida uma arma de fogo de fabricação caseira, calibre 16, utilizada em roubos. Durante consulta ao sítio eletrônico do Tribunal de Justiça do Estado do Amazonas (TJAM), a delegada verificou a existência, em aberto, de mandado de prisão preventiva por roubo, em nome de Lukas. A ordem judicial foi expedida na quarta-feira (20/06), pela juíza Andrea Jane Silva Medeiros, da 5ª Vara Criminal. Já Milklelton possuía um mandado de prisão em aberto, expedido pela Vara de Execuções Penais (VEP).  

Para concluir, a titular do 3º DIP informou, ainda, que Lukas responde a três processos criminais, sendo dois roubos e um porte ilegal de arma de fogo. O infrator foi preso no dia 3 de maio deste ano, por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito, porém foi liberado no dia 18 de maio. Milklelton também responde a três processos, sendo dois pela VEP e um por tráfico de drogas. “Peço que as vítimas compareçam à unidade policial para contribuir com nossas investigações”, argumentou Gusmão.

Posicionamento – Durante a coletiva, o delegado-geral, Mariolino Brito, ressaltou o trabalho da Polícia Civil em investigar furtos e roubos cometidos dentro de coletivos, bem como operações realizadas para coibir as práticas criminosas. “Estamos investigando esses criminosos que atuam dentro de ônibus. A população pode se sentir segura, pois estamos nas ruas. É de suma importância que as vítimas compareçam nos DIPs para denunciar e reconhecer esses elementos”, declarou.

Para o diretor do DPM, delegado Geraldo Eloi, as constantes operações realizadas pela Polícia Civil trouxeram um resultado positivo para a sociedade. “A instituição policial está presente, tanto na capital quanto nos municípios do interior, com operações deflagradas constantemente com o objetivo de acabar com as atividades criminosas e levar tranquilidade à população do nosso Amazonas. Além dessas operações, estamos com as equipes policiais constantemente nas ruas”, finalizou.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •