Os economistas registrados e adimplentes no Conselho Regional de Economia (Corecon-AM) votaram e escolheram nesta semana a Chapa “Corecon-AM Em Ação“,  renovando um terço dos conselheiros efetivos e suplentes da entidade, além de delegados eleitores efetivo e suplente ao Colégio Eleitoral do Conselho Federal de Economia (Cofecon), para os anos 2019/2021. As eleições deste ano ocorreram exclusivamente pela internet, por meio do site www.votaeconomista.org.br, com apenas esta chapa em disputa.
O presidente do Conselho, Francisco Mourão Júnior, enalteceu esse momento da democracia para eleger os novos conselheiros do Regional. “É salutar tanto o envolvimento dos economistas com as ações do Conselho quanto essa troca periódica de profissionais atuando na entidade. Os novos conselheiros sempre trazem novas ideias e ações para ajudar a entidade a prestar um serviço cada vez mais de excelência a todos os economistas. Precisamos de mais profissionais engajados com a causa, lutando para superar os desafios da profissão, discutindo os rumos da economia do País e da região, para o seu pleno desenvolvimento econômico, com mais emprego e renda à população”, declarou ele, parabenizando os novos conselheiros pelo reconhecimento que tiveram nas urnas.
Concorreram ao pleito economistas registrados como pessoa física no Conselho de sua jurisdição; que estavam adimplentes com suas anuidades e débitos perante o Regional; que se encontravam no uso e gozo de seus direitos profissionais, políticos e civis; que não tiveram, nos oito anos anteriores à eleição, suas contas relativas ao exercício de cargos ou funções públicas rejeitadas por irregularidade; e que não tiveram perdido mandato anterior por ausências injustificadas às sessões plenárias.
Quem faz parte da Chapa 1
Irão assumir como conselheiros efetivos, de 2019 a 2021, os economistas Francisco de Assis Mourão Junior, Martinho Luís Gonçalves Azevedo e Nilson Tavares Pimentel; como conselheiros suplentes: Anderson Barroso Grimm, Arlene Gomes de Sousa e Nilson Silva da Cunha; como delegado efetivo, Denise Kassama Franco do Amaral; e delegado suplente, Francisco de Assis Mourão Junior.
Dentre as principais propostas da Chapa 1, estão: criar duas delegacias no interior, para aproximar os economistas que atuam nesses locais e prover o desenvolvimento não só desses municípios, mas do Amazonas como um todo; criação de um banco de dados para facilitar os profissionais que buscam vagas no mercado de trabalho; adesão à plataforma de cursos do Conselho Federal de Economia (Cofecon); e criação de um canal informativo nas principais redes sociais, além da repaginação do site e oferta de cursos para economistas em situação de inadimplência. Também pretendem fortalecer as relações com os poderes públicos para participar dos grandes debates de questões sociais, empresariais e demais assuntos que impulsionem o desenvolvimento da atividade.
Escolha do presidente e vice
O novo presidente e vice-presidente do Corecon/AM, para mandato em 2019, serão escolhidos pela plenária do Conselho, composta pelos conselheiros efetivos e suplentes, por meio de eleição indireta, e acontecerá ainda na primeira quinzena de janeiro do próximo ano. Poderão se candidatar somente os conselheiros efetivos, inclusive, o terço que vencer o pleito deste ano.Economistas do Amazonas escolhem novos conselheiros para 2019/2021