Editais de pós-graduação para professores, com 6.780 vagas, são assinados pelo governador Omar Aziz - Fato Amazônico




Editais de pós-graduação para professores, com 6.780 vagas, são assinados pelo governador Omar Aziz

O governador Omar Aziz assinou ontem, dois editais de seleção com oferta de 6.780vagas para o curso de pós-graduação destinado a professores da rede pública estadual de ensino. A assinatura ocorreu durante cerimônia de inauguração da nova estrutura da escola estadual Humberto de Campos, na rua Loris Cordovil, bairro Alvorada I, zona centro-oeste de Manaus.

Os professores com residência em Manaus, Tabatinga, Tefé e Parintins poderão, a partir da próxima segunda-feira, de 18 de novembro a 1° de dezembro, fazer a inscrição no site da Universidade do Estado do Amazonas (UEA) (www.uea.edu.br). Para os professores residentes nos demais municípios do Estado a inscrição estará disponível a partir de janeiro do ano que vem. O curso tem duração de 20 meses e exige como requisito básico ser professor da rede pública estadual e ter diploma de graduação em Licenciatura Plena.

A oferta gratuita do curso de pós-graduação oferecida pelo Governo do Amazonas é a maior do país. De acordo com o governador Omar Aziz a tendência é ampliar o número de vagas para todos os professores que ainda não atingiram a qualificação. “Quando esta turma se formar nós vamos abrir mais seis mil vagas e daí por diante até que todos tenham a pós-graduação. Entendemos que a partir do momento que os professores do Estado fazem uma especialização quem ganha com isso são os nossos alunos, a educação, além do próprio professor que terá essa melhoria no currículo”, disse o governador.

Conforme o edital, os critérios da seleção avaliarão principalmente o tempo de serviço e o currículo do profissional. A especialização contempla o curso de Metodologia do Ensino para Disciplinas da Educação Básica; Metodologia do Ensino de Língua Portuguesa e suas Literaturas e Metodologia do Ensino de Matemática. Os cursos serão ministrados em aula presenciais – para os professores instalados em Manaus, Tabatinga, Tefé e Parintins e as aulas via videoconferência – para os professores das demais localidades do Estado. A pós-graduação será ministrada pela UEA, em parceria com a Secretaria de Estado da Educação (Seduc).

O governador afirmou que os investimentos na Educação são contínuos. No ensino superior ele destacou as obras de acesso à Cidade Universitária que estão a todo vapor com o trabalho de terraplanagem e aterro, além da instalação de núcleos da instituição no interior. Na educação básica, Omar Aziz destacou a construção de novos Centros de Tempo Integral (Ceti’s). “Estamos trabalhando sem medir esforços para a construção de 25 Ceti’s no interior. Manter uma criança no ambiente escolar o dia inteiro é importante para o futuro dela”, avaliou, ao mencionar que dos 25 Ceti’s 12 já estão com obras iniciadas. Os demais estão em fase de elaboração de projeto e encaminhamento para a Comissão Geral de Licitação.

Todas essas ações fazem parte do conjunto de investimentos que o Governo do Amazonas tem direcionado à Educação nos últimos três anos. Além de reajuste salariais para os servidores da área, que de 2010 a 2013 acumularam índice de 29,1%, superior à inflação, o governador Omar Aziz sancionou na semana passada o novo Plano de Cargos Carreira e Remuneração (PCCR) da educação, que beneficia cerca de 30 mil servidores com progresso na carreira e aumento salarial.

Reinauguração– A escola estadual Humberto de Campos, reinaugurada nesta quarta-feira (13), foi reformada e ampliada e recebeu equipamentos para novos espaços destinados à comunidade estudantil. A escola atende a 252 alunos, oferecendo atendimento educacional na modalidade de ensino fundamental (do 1º ao 5º ano).

Com a reforma e ampliação, a escola ganhou uma quadra poliesportiva coberta, que auxiliará as atividade de educação física e a realização de eventos escolares. A quadra está totalmente equipada, com traves, redes, tabelas de basquete, hastes para a promoção de atividades de voleibol, banheiros, arquibancadas e banheiros. Além disso, a unidade passa a contar com a climatização de todos os seus ambientes, como as dez salas de aula, laboratórios de informática e de ciências, biblioteca, refeitório e salas administrativas.

A Humberto de Campos também recebeu adaptações para pessoas com deficiência e conta agora com circuito de câmeras, objetivando uma maior segurança para a comunidade estudantil e docente.

Segundo a gestora da escola, professora Vera Lúcia Freitas do Nascimento, a ampliação da escola é de grande importância para a comunidade. “A reforma tem extrema importância. Leciono aqui e a considero como minha segunda casa. A reinauguração será muito bem recebida pela comunidade. Tenho certeza que todos estarão aqui para ver essa conquista”, afirma a gestora.

De acordo com a Seduc, no período de reforma a escola não teve suas aulas interrompidas. As atividades foram transferidas para um prédio adaptado localizado no conjunto Dom Pedro II, próximo à escola estadual Petrônio Portela. A Seduc também disponibilizou o transporte escolar para esses estudantes durante o período da reforma.