Eduardo Braga anuncia investimento de R$ 6 bilhões para o Amazonas até 2018 e retomada do Luz para Todos - Fato Amazônico

Eduardo Braga anuncia investimento de R$ 6 bilhões para o Amazonas até 2018 e retomada do Luz para Todos

O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga (PMDB), disse em coletiva à imprensa, na manhã desta sexta-feira (10) em Manaus, que o setor energético do Amazonas terá um investimento de R$ 6 bilhões até 2018. Informou ainda que, deste dinheiro cerca de R$ 195 milhões serão destinados este ano para o "Luz para Todos", programa Governo Federal que de acordo com ele será retomado no estado.

"As licitações já aconteceram e os contratos já vão ser assinados e em duas ou três semanas estamos iniciando as obras no interior do estado", garantiu o ministro falando do Luz para Todos.

De acordo com Braga, o corte de gastos do Governo Federal não afetará a liberação dos recursos. "Estamos fazendo tudo isso dentro dos programas de rede básica e nos programas de investimento que a Eletrobras possui com as suas distribuidoras. E além do mais nós estamos buscando novas fontes de recursos não apenas para o Amazonas, mas para todas as nossas distribuidoras que hoje são em números de oito. E ao mesmo tempo estamos iniciando um programa vigoroso de gestão dentro das distribuidoras e da Eletrobras, cuja a meta e o objetivo é ter lucro no ano de 2015", declarou.

De acordo com o ministro, os investimentos visam implantar um anel de distribuição de alta tensão em Manaus, que deve possibilitar maior segurança elétrica para a capital e cidades da Região Metropolitana.

As obras devem melhorar o suprimento de energia com geração, transmissão e distribuição. O plano prevê a construção de novas usinas e a integração de cidades do Amazonas ao Sistema Integrado Nacional. Também devem ser criadas novas linhas e construídas subestações, novas redes de distribuição. O ministro informou que serão construídas 12 novas subestações em Manaus.

Investimento no interior

De acordo com Eduardo Braga, R$ 57 milhões serão destinados à implantação de uma linha entre Manaus e à cidade de Rio Preto da Eva. A linha deve percorrer 55 km, o que vai elevar o nível de tensão a 138 kv. As obras devem ser concluídas até 2017.

Também devem ser investidos R$ 116 milhões na linha de transmissão de Manaus às cidades de Iranduba e Manacapuru. A linha deve percorrer 90 km até 2016. O objetivo é elevar o nível de tensão para 138 kv.

Um total de R$ 82 milhões deve ser investido na implantação do sistema de transmissão entre Silves a Itacoatiara para a criação de 65 km de linha de transmissão, o que deve elevar a tensão em 138 kv até 2016. Outros R$ 60 milhões serão liberados para a integração das cidades de Silves e Itapiranga ao Sistema Interligado Nacional. A rede de 31 km deve gerar uma tensão de 138 kv.

O Ministério deve destinar ainda R$ 778 milhões o setor elétrico de Parintins. De acordo com Braga, o contrato já foi assassinado em setembro de 2014. A previsão é que até 2018, o sistema básico da cidade seja concluído. A linha deve percorrer 2.040 km, gerando tensão de 230 kv.

Apagão em Manaus

A ser questionado a respeito do apagão que ontem atingiu 20 bairros em Manaus, o ministro Eduardo Braga, disse que a problema teve origem em Oriximiná, no Pará, por onde passa o Linhão de Tucuruí, que interliga a região Norte ao restante do país.

De acordo com o ministro, houve uma descarga elétrica na rede de 160 MW em Oriximiná. O problema teria desarmado o sistema de proteção e ocasionado o desligamento de outras linhas que, juntas, geram 600 MW.

"Até o fim do dia (10), teremos um relatório sobre isso. O Linhão corta a floresta Amazônica por cerca de 1.800 quilômetros e nessa extensão, fatores como ventania, descargas e temporais podem causar danos", disse o ministro.

De acordo com Eduardo Braga, o apagão que atingiu Manaus ontem (9), poderia ter prejudicado outras áreas do Brasil, já que o sistema local está ligado ao restante do país. "Todo o sistema brasileiro tem folga de estrutura, por isso, o sistema não foi afetado", disse, informando que o apagão durou cerca de 28 minutos.