O senador Eduardo Braga (MDB/AM) é o relator, na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado, da indicação do economista Roberto Campos Neto para presidir o Banco Central. Campos Neto deve ser sabatinado pelos integrantes do colegiado em 26 de fevereiro.

“Assumo essa missão pensando no melhor para a economia e no melhor para o Brasil, já que se trata de uma instituição fundamental para manter a estabilidade econômica do país”, disse o senador.

Campos Neto foi indicado pelo governo do presidente Jair Bolsonaro para o cargo em 15 de novembro, menos de 20 dias depois do segundo turno das eleições.  O economista é pós-graduado pela Universidade da Califórnia, em Los Angeles (UCLA).

Em resumo, cabe ao Banco Central controlar a inflação; fiscalizar as instituições financeiras; estabelecer a política cambial e administrar as reservas internacionais.