Foto: Vagner Carvalho

A bancada do Amazonas no Congresso Nacional deve apresentar amanhã ao ministro Tarcísio Freitas, da Infraestrutura, um documento que garante definitivamente a recuperação da BR-319, que liga Manaus (AM) a Porto Velho (RO). O encontro deve contar, ainda, com os governadores do Amazonas, de Rondônia e de Roraima, além do vice-governador do Acre, e os congressistas de cada um dos quatro estados.   

Elaborado a partir de sugestões do senador Eduardo Braga (MDB/AM), o texto inclui a estrada no pacote de R$ 100 bilhões do governo federal para investimentos em rodovias nos próximos quatro anos. Na semana passada, o plano foi anunciado pelo Ministério da Infraestrutura. Para surpresa dos amazonenses, a BR-319 foi excluída.

O segundo ponto sugerido por Eduardo – e acatado pelos deputados e senadores do Amazonas –  delega à esfera estadual a competência para licenciamento e execução de obras na via. A terceira diretriz, também recomendada pelo senador amazonense, garante o repasse de recursos para conclusão dos 400 quilômetros restantes da BR-319.

“Só com objetividade e sentido prático conseguiremos superar os entraves que dificultam a pavimentação dessa importante rodovia”, disse o parlamentar amazonense.

Omar reconduzido a coordenação

Os novos deputados federais e senadores do Amazonas se reuniram na tarde desta segunda-feira (4) para escolher a nova coordenação que vai dirigir a bancada parlamentar em 2019. O senador Omar Aziz (PSD) foi reconduzido por unanimidade para o cargo de coordenador. O deputado Silas Câmara (PRB-AM) é o novo subcoordenador da bancada.

Participaram da reunião os deputados federais Átila Lins (PP-AM), Bosco Saraiva (SD-AM), Capitão Alberto Neto (PRB-AM), Marcelo Ramos (PR-AM) Sidnei Leite e Silas Câmara e os três senadores: Eduardo Braga (MDB-AM), Omar Aziz e Plínio Valério (PSDB-AM). Os ausentes foram os deputados José Ricardo (PT-AM) e Delegado Pablo (PSL-AM) – que chegou na liderança do PSD quando a eleição já tinha ocorrido.