Em Apuí, David Almeida assina termo de compromisso com o Mapa para certificação do Amazonas como área livre de febre aftosa - Fato Amazônico

Em Apuí, David Almeida assina termo de compromisso com o Mapa para certificação do Amazonas como área livre de febre aftosa

O governador David Almeida e o diretor do Departamento de Saúde Animal do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Guilherme Marques, estiveram ontem (17), em Apuí, a 453 quilômetros da capital, onde assinaram o Termo de Compromisso para o processo de certificação do Estado como área livre de febre aftosa com vacinação.

Acompanhados do secretário de Produção Rural, Dedei Lobo, do diretor-presidente da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Amazonas (Adaf), Hamilton Casara, e do presidente do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário, Sustentável e Florestal do Amazonas (Idam), Massami Miki, o governador David Almeida e o diretor do Mapa, Guilherme Marques, além de lideranças do setor agropecuário, assinaram o Termo de Compromisso durante visita a uma propriedade rural. O documento faz parte do processo para oficialização do Amazonas como área livre de febre aftosa com vacinação e já visa às ações do Estado para alcançar o status de área livre sem vacinação prevista para 2020.

“Esse é um momento histórico. Hoje foi dada uma carta de alforria e a certificação será nos próximos dias, mas o Estado já está livre da febre aftosa. Oficialmente, nós vamos encontrar o ministro Blairo Maggi do Mapa para que essa condição seja confirmada e publicada no Diário Oficial. Assinamos aqui uma carta de compromisso para que o Amazonas permaneça livre da febre aftosa a nível nacional, e que também possa ter o reconhecimento internacional que se dará no próximo ano. Esse é um avanço de uma vida que o Amazonas conquista nesta gestão, não esquecendo aqueles que vieram antes de nós e que trabalharam para que nós pudéssemos chegar a esta condição”, ressaltou.

No termo, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) indica as ações que precisam ser empreendidas pelo Governo, para assegurar que o Estado estruture a Adaf, com a finalidade de manter um trabalho contínuo de monitoramento e fiscalização das ações de defesa sanitária em todo Amazonas.

A passagem pelo município, também faz parte das ações do Governo e do Mapa para apresentarem aos pecuaristas o atual panorama do Amazonas no cenário nacional como Estado livre da febre aftosa com vacinação. De acordo com Guilherme Marques, o decreto que oficializa a situação do Estado será assinado em breve.

“O trâmite oficial já foi iniciado e o Ministro Blairo Maggi vai identificar o melhor momento para assinar o decreto com o governador porque ainda tem um processo com o jurídico, que é uma questão burocrática. Mas nós já temos convicção que, o Estado tem plenas condições de seguir avante ainda mais, com os compromissos assumidos hoje com o governador do Estado e com o setor privado, de reforçar e aportar ainda mais a condição da Adaf para que se possa desenvolver um trabalho ainda melhor dentro das ações de defesa neste Estado”, reforçou.

Apuí é o segundo município com o maior rebanho do Estado com 132.371 animais, sendo 132.182 bovinos e 189 bubalinos. O primeiro é Boca do Acre com 345.207. O índice vacinal do município, segundo Casara, é de 99,67%, sendo um dos melhores exemplos do Amazonas.

Mercado – De acordo com Guilherme Marques, o Amazonas, por meio de um trabalho integrado entre Governo e o setor privado (pecuaristas), surpreendeu o Ministério e as ações continuadas de defesa sanitária vão refletir em ganhos para todo o país, uma vez que o reconhecimento internacional do Amazonas sem aftosa, vai abrir as fronteiras do país para novos negócios no setor do agronegócio. Atualmente, segundo Marques, o Brasil exporta para 150 países.

“Isso é um patrimônio de todos. Esse trabalho tende a dar frutos. Em todo o país, fizemos teste sorológico em mais de meio milhão de animais. A próxima etapa para o Amazonas é o reconhecimento internacional. O Estado foi um dos últimos a conseguir o status de área livre com vacinação, mas vamos trabalhar para que ele seja o primeiro a obter o reconhecimento internacional sem vacinação até 2020”, pontuou.

Investimentos – A passagem do governador no município também contemplou o diálogo com a prefeitura para ações que vão beneficiar a cidade. O sistema viário de Apuí é o principal foco dos investimentos. Anteriormente, lembrou o governador David Almeida, o Estado liberou 20 mil litros de combustíveis para as máquinas atuarem na recuperação das vicinais. Hoje, o Governo repassou R$700 mil de uma emenda parlamentar para ser investido, também, na aquisição de combustível para o maquinário.

“O prefeito também fez um pedido para resolvermos o problema do sistema de abastecimento de água no município. Agora eu dependo dele para que esse levantamento chegue até Manaus. Eu quero ter essa oportunidade de poder ajudar. Temos, ainda, um levantamento de R$4,2 milhões para a pavimentação asfáltica das ruas que tem problemas. É dessa forma que temos visitado os municípios e liberando os recursos mediante as demandas”, destacou.