De janeiro a setembro deste ano, o número de roubos a ônibus do transporte coletivo teve uma diminuição de 27% em comparação com o mesmo período no ano passado. O número de presos por este crime aumentou, conforme dados da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM). Até o fim de setembro, 1,2 mil pessoas haviam sido presas por participação no delito.

Em nove meses de 2017, foram registrados 2.643 casos de roubos a ônibus na capital amazonense. No mesmo período deste ano, foram 1.919 registros deste crime. Segundo o secretário de segurança, Coronel Amadeu Soares, o resultado reflete o êxito do trabalho policial na inteligência, nas investigações e na repressão ao crime.

Os números revelam que, após um crescimento médio de 12% nos quatro primeiros meses, o trabalho do sistema de segurança, coordenado pela SSP-AM, resultou numa queda de quase 50% a partir de maio.

“Quando um ônibus é roubado, é necessário que as vítimas façam um Boletim de Ocorrência em qualquer Distrito Integrado de Polícia”, explica o delegado-geral da Polícia Civil, Frederico Mendes. O registro entra na estatística do sistema de segurança para traçar estratégias de policiamento para combater essa prática criminosa.

Em abril, a SSP lançou o aplicativo Aviso Polícia, uma espécie de botão do pânico para que os usuários do transporte público acionem a Polícia Militar em tempo real. O app está disponível gratuitamente para as plataformas Android e iOS.

O número de presos por envolvimento em assaltos aos coletivos na capital cresceu 10% em 2018. Há um ano, haviam sido presas 1.159 pessoas por roubo a ônibus, contra 1,2 mil em 2018, entre janeiro e setembro.