Este ano, o início do horário de verão coincidirá com o primeiro dia de aplicação de provas Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que acontecem amanhã, 4 de novembro. Em pronunciamento em rede nacional na noite deste sábado, 2, o ministro da Educação, Rossieli Soares, desejou sorte aos candidatos e alertou para ficarem atentos ao limite de fechamento dos portões. Pontuou, ainda, este como o ano de consolidação do “sucesso das mudanças adotadas” no Enem e que têm por objetivo melhorar o desempenho dos alunos e garantir a inclusão de todos. “Como em edições passadas, o Enem será aplicado em quatro fusos horários distintos. Portanto, não perca a hora! Os portões fecham às 13h, no horário de Brasília. Fique atento ao horário da sua cidade”, disse.

Confira horários de abertura e fechamento dos portões, início e término das provas pelo país aqui.

Participam desta edição 5,5 milhões de candidatos. Ainda durante o pronunciamento, o ministro destacou a importância do exame. “O Enem é a porta de entrada mais importante para quem sonha ingressar na educação superior. Os participantes com bom desempenho neste exame podem se beneficiar de programas de apoio e financiamento ao estudante, como Sisu, Prouni e Fies.” Além de ser o principal caminho de acesso ao ensino superior no Brasil, ele pode ser usado como forma de acesso a universidades no exterior.

A aplicação da prova em dois dias foi uma das mudanças reforçadas no pronunciamento do ministro Rossieli Soares. Neste ano, o segundo dia das provas do Enem será no domingo seguinte, 11 de novembro. “A realização das provas em dois domingos foi uma grande mudança feita pela gestão do presidente Temer para dar mais tranquilidade aos participantes”, falou.

Já a ampliação do uso de conteúdo em libras foi definida por ele como um avanço necessário. “Reforçando a Política de Inclusão e Acessibilidade, o conteúdo do Enem em Libras – com vídeos em Língua Brasileira de Sinais para os participantes surdos ou com deficiência auditiva – foi ampliado. A iniciativa reforça o compromisso do MEC e do Inep com a qualidade e com a padronização do conteúdo para esse público.”

Para promover a “inscrição consciente e evitar o desperdício de verba pública”, esta é a primeira edição do exame na qual os participantes que estavam isentos da taxa de inscrição, mas faltaram, tiveram que justificar a ausência para obter novamente a gratuidade.

O pronunciamento também teve o propósito de lembrar aos candidatos as regras que devem ser seguidas e destacar o trabalho de todos os envolvidos na aplicação do exame, garantindo o sucesso dele. “O Enem é aguardado com muita ansiedade pelos estudantes de todo o Brasil. Por isso, é fundamental checar tudo o que é necessário levar para o dia da prova. Não se esqueça da Caneta esferográfica de tinta preta, em material transparente, e um documento de identidade original, com foto. Mais de 600 mil pessoas em todo o Brasil estão envolvidas, trabalhando com toda a seriedade, para que você realize a prova com total tranquilidade e nas melhores condições possíveis.”

A segurança pela lisura do processo de realização do Enem conta com detectores de metais em todos os locais de prova, além de detectores de ponto eletrônico em todos os estados, distribuídos conforme planejamento determinado pela Polícia Federal.

O alerta contra notícias falsas, as conhecidas fake news também foi feito pelo ministro Rossieli Soares. “Todas as informações oficiais devem ser acessadas somente nos canais de comunicação do MEC e do Inep. Realize a prova com bastante atenção e tranquilidade. Mais uma vez, reforço: fique atento ao horário de verão da sua cidade.”

Não é obrigatório levar o cartão de confirmação impresso no dia do Enem, mas o ideal é que o candidato o faça, pois nele estão todas a informações sobre a prova. Para acessar o cartão, clique aqui.