A coluna SIM E NÃO do jornal A Crítica, edição de quinta-feira, 07, admite ser legítimo o clamor do médico Luiz Cláudio que, no meio de uma cirurgia, no PS Platão Araújo, denunciou a situação de quase abandono da quase morimbunda saúde no estado no Amazonas.

A coluna reconheceu, é verdade, mas pela metade. 

Vejam:

“O clamor é legítimo, até porque todos concordam – especialmente os pacientes – que a Saúde do Amazonas está na UTI faz algum tempo (que o diga a Operação Maus Caminhos). O timing da manifestação é o xis da questão: por que só agora e diante de uma gestão que está aí há 38 dias?

Ora, ora, por que só agora? Tinha, então, que ficar calado? É isso? Até quando? Por quanto tempo? E por que? O Dr. Luiz Cláudio simplesmente exerceu o seu direito de cidadania, não é mesmo?. E direito de cidadania consiste, também, na expressão do livre pensamento. Ou não?

Bem à propósito da opinião do Sim e Não, claramente contrária a manifestação do médico Luiz Cláudio, quem não gostou nem um pouco foi o presidente da Cooperativa dos Cirurgiões Vasculares, Dr. Marcelo Lima.

Independentemente das contestações ao veículo de comunicação, Marcelo Lima fez revelações extremamente preocupantes em vídeo gravado na quinta-feira.

Dirigindo ao secretário de Saúde, Carlos Almeida, Marcelo Lima fez a seguinte advertência: “secretário, vamos trabalhar e apresentar soluções palpáveis e factíveis porque do jeito que está… tá difícil, vai morrer muita gente”.

Ainda sobre a opinião do Jornal A Crítica, Marcelo Lima disse que várias denúncias, desde 2011, sobre atendimento inadequado, condições inadequada do trabalho e até  o desaparecimento de uma máquina de hemodinânica do PS 28 de Agosto, foram feitas por ele e protocolada e que ninguém compareceu ao local para constatá-las.

Sobre o desaparecimento da máquina de hemodinânica, ele dise que após ser instalada  simplesmente sumiu e que ninguém sabe para onde foi. ” O Jornal A Crítica deveria ter comparecido ao PS 28 de Agosto e fazer uma reportagem sobre o assunto.

Sobre os 38 dias da atual gestão, o presidente da cooperativa disse que entende a parceria do jornal com o governo, mas que a publicação na coluna Sim e Não evidencia a incompetência da nova administração.

“Eles foram eleitos em outubro. Já era para terem feito um diagnóstico das condições atuais para poder  começar implementar as soluções logo que assumisse e não tentar consertar um motor com o carro em andamento”.

Veja o vídeo

AS PIAS DA UTI DO PS

 E foi nesse contexto que outros médicos denunciam que há 20 dias, por exemplo, duas  pias das 5 disponíveis na UTI do Pronto Socorro 28 de Agosto estão fora de uso. 

Como assim, fora de uso? É isso mesmo. Duas das cinco pias, que deveriam ser usadas para lavar as mãos na UTI para evitar as infecções hospitalares estão desativadas (ver foto). 

E aí? Neste caso, também, deveriam os médicos ficar calados só porque o governo tem apenas 38 dias de gestão? 

Ora, ora, convenhamos.

De acordo com a turma do lá PS 28 de Agosto – técnicos, enfermeiros, maqueiro, faxineiros, médicos, diretores, etc. e  tal -,  as duas pias estão desativas por falta de manutenção preventiva – troca de torneira y otras cositas más, como o atraso de cinco meses no pagamento da empresa terceirizada.

Denunciar é um direito do cidadão. Portanto, DENUNCIEM!