Mais de 680 mil camisinhas e 40 mil ventarolas serão distribuídas à população pela Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) nos blocos e escolas de samba do Carnaval de Manaus. A estratégia é conscientizar os foliões quanto aos perigos de contágio de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) e Aids.

Cerca de 500 profissionais de Saúde estarão nos principais pontos da cidade com trabalhos de educação em saúde sobre a importância do sexo seguro. Além das equipes da Semsa, representantes das ONGs “Garotos da Noite” e “Fórum ONG Aids” também vão estar nas ruas de Manaus para apoiar no processo de conscientização dos foliões. “Vamos enfatizar a importância do preservativo, pois a ideia é passar a mensagem ‘use sempre camisinha" para evitar não somente a Aids, mas também doenças sexualmente transmissíveis como a hepatite B e C e a Sífilis”, afirmou o secretário municipal de Saúde, Evandro Melo.

Samu

As unidades do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também estarão atuando em regime de plantão 24 horas com 42 ambulâncias e 72 médicos. O Samu possui atualmente 984 profissionais. São médicos, enfermeiros, técnicos em enfermagem e condutores-socorristas. Segundo a coordenação do Serviço, as ambulâncias só serão deslocadas para acompanharem grandes eventos – com a previsão de um público de pelo menos 150 mil pessoas, como os desfiles das Escolas de Samba do Grupo Especial, no dia 1º de março e o Carnaboi, nos dias 3 e 4 de março, no sambódromo, informou o gerente do Samu, Enzio Monteiro.