ESPI promove palestra gratuita voltada ao empreendedorismo - Fato Amazônico

ESPI promove palestra gratuita voltada ao empreendedorismo

A Escola do Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (ESPI) aderiu ao quadro de agentes parceiros da Operação Amazonas do Sinapse da Inovação, sendo o único órgão municipal com tal selo no Estado. Como parte de sua ação nessa parceria, a entidade vai realizar, nesta quinta-feira (7), a partir das 9h30, uma palestra gratuita voltada à divulgação e orientação para os estudantes contemplados pelo Programa Bolsa Universidade, da Prefeitura de Manaus.

A palestra, que acontece no auditório da ESPI, na Avenida Professor Nilton Lins, 3259, Parque das Laranjeiras, será proferida pela empresária e pesquisadora Yamile Benaion Alencar, representante da empresa Ecobios Consultoria Ambiental. Na ocasião, a palestrante vai compartilhar sua experiência no campo de empreendedorismo em inovação tecnológica como forma de incentivar os bolsistas a participar do programa.

Idealizado pela Fundação Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras (Certi), o Programa Sinapse de Inovação teve a etapa regional lançada no dia 29 de abril pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam).

Para a diretora geral da ESPI, Luiza Bessa Rebelo, a palestra pode vir a motivar a proposição de ideias ao programa por parte dos bolsistas. “A palestra tem o objetivo de motivar os bolsistas a colocar suas ideias, discuti-las, apresentar situações que eles possam vir a submeter ao programa Sinapse que tem o objetivo final de fomentar iniciativas inovadoras”, diz a diretora geral.

Andamento do programa

O Sinapse da Inovação no Amazonas vai selecionar, até o dia 11 de junho, 40 ideias com potencial de negócio e financiar, cada uma, com até R$ 50 mil por meio de recursos da própria Fapeam. Após a fase de divulgação, o programa entra na etapa de capacitação, proposição e seleção. Esta última parte será dividida em três fases: a submissão de ideias, que tem como meta receber até 300 propostas; o projeto de empreendimento, que vai pré-selecionar 150 propostas entre as submetidas e o projeto de fomento, com 80 propostas finalistas.

A etapa seguinte será a de pré-incubação, em que haverá a formalização das 40 propostas definitivas selecionadas após a etapa posterior. Nesta nova fase, os empreendimentos começam a receber os recursos de até R$ 50 mil. O programa vai, ainda, garantir o suporte às startups com aperfeiçoamento da ideia-produto capacitação e apoio para prospectar os primeiros clientes e eventuais investidores. A última etapa vai realizar auditorias com vistas a identificar a evolução das propostas contempladas pelo programa.

Além da ESPI, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Administração, Planejamento e Gestão (Semad), também participam outras 26 entidades voltadas ao ensino, pesquisa e desenvolvimento; órgãos ligados ao setor industrial, entidades públicas do Governo do Amazonas e autarquias federais e agentes ligados ao setor de inovação no Amazonas. Desde 2008, o Programa Sinapse da Inovação já recebeu quase cinco mil idéias pelo país. Do total, 83% das empresas geradas continuam ativas, faturando R$ 120 milhões e R$ 27 milhões à União por meio de impostos.

Serviço

O quê: palestra de divulgação da Operação Amazonas do Sinapse da Inovação

Quando: Dia 7 de maio, quinta-feira – 9h30

Onde: Auditório da ESPI, na Avenida Professor Nilton Lins, 3259, Parque das Laranjeiras.