Estatística preliminar aponta 22% de faltosos nas provas do concurso da Manaus Previdência - Fato Amazônico

Estatística preliminar aponta 22% de faltosos nas provas do concurso da Manaus Previdência

Candidatos ao cargo de Analista Previdenciário (todas as especialidades de nível superior) no concurso da Manaus Previdência realizaram na manhã de ontem, domingo, 29, a prova. Os inscritos foram concentrados em uma única unidade, a UniNilton Lins, no Parque das Laranjeiras, zona Centro-Sul. Nesta tarde, estão sendo realizadas as provas de nível médio. No total, o concurso visa o preenchimento de 57 vagas no órgão. São mais de 28 mil inscritos.

Estatística preliminar divulgada pela coordenação da Fundação Carlos Chagas (FCC) à Comissão de Acompanhamento e Fiscalização do Concurso da Manaus Previdência (CAF) aponta para uma abstenção de 1.174 candidatos de um total de 5.204 aptos a realizarem as provas, o que significa um percentual de 22,56% de faltosos, muito abaixo da média geral registrada pela FCC em outros concursos, que gira em torno de 30%. Fizeram a prova nesta manhã 4.030 candidatos, o que representa um percentual de 77,44% dos candidatos inscritos ao cargo de Analista Previdenciário.

A coordenação da FCC que está acompanhando a aplicação das provas em Manaus destaca que os números divulgados à CAF são estatísticas preliminares, com base em informações coletadas pelos coordenadores no local da prova. Os números definitivos somente serão divulgados junto com o resultado do concurso. “Avaliação neste momento é muito positiva, dentro do planejado pela Manaus Previdência e pela CAF”, destacou o diretor-presidente da Manaus Previdência, Marcelo Magaldi.

Durante todo período de aplicação das provas na UniNilton Lins, o processo foi acompanhado pelos membros da CAF, sob a presidência de Taynah Litaiff Isper Abrahim Carpinteiro Peres.

CONFIANÇA

Entre os candidatos que concorrem a uma vaga está a auxiliar técnica Aline Monteiro, 22. Ela acompanhou a irmã até a UniNilton Lins, inscrita para as provas de nível superior, mas ficou a manhã inteira na área externa da faculdade esperando a hora para entrar e fazer sua prova para o nível médio, que acontece agora, à tarde. Moradora do bairro Morro da Liberdade, zona Sul, Aline conta que ela e a irmã acordaram por volta das 6h e pegaram o ônibus da linha 350, chegando ao local por volta de 7h40. A vontade de conquistar uma das vagas na Manaus Previdência é tanta que a irmã, que mora no município de Parintins (a 325 quilômetros de Manaus), chegou do município no sábado, 28, de barco, somente para realizar a prova neste domingo.

“Temos muita convicção de que vamos obter sucesso nas provas, apesar de sabermos que provavelmente há concorrentes vindos de outros Estados. Mas, o concurso é sério e quem se preparou vai ter a oportunidade de disputar as vagas”, disse.