Estrada de acesso ao porto de São Gabriel da Cachoeira rompe e pode deixar moradores sem abastecimento - Fato Amazônico


Estrada de acesso ao porto de São Gabriel da Cachoeira rompe e pode deixar moradores sem abastecimento

O Fato Amazônico recebeu ontem (18), fotografias e informações de que a estrada de acesso ao Porto de Camanaus, município de São Gabriel da Cachoeira, (distante 858 quilômetros de Manaus) rompeu na madrugada deste domingo (18) e os moradores da cidade do Rio Negro podem ter sérios problemas no abastecimento de produtos alimentícios e de combustível.

Por falta de manutenção, uma imensa cratera tomou conta da estrada, não permitindo a passagem nem de veículos leves e pesados.

“Três balsas chegam nesta segunda-feira de Manaus, mas não terão como fazer o desembarque das cargas”, disse um morador por telefone ao Fato Amazônico.

De acordo com o morador, na última sexta-feira, empresários de São Gabriel da Cachoeira, juntaram-se para fazer uma manutenção na estrada de acesso ao posto, mas foram impedidos pelo Exército.

“Eles falaram que a manutenção da estrada afirmando que a responsabilidade é governo federal”, acrescentou o morador, afirmando que como não os empresários não puderam fazer a manutenção na madrugada deste domingo com a forte chuva que caiu no município a estrada rompeu de vez.

A imensa rachadura teve início há mais dias, sem a manutenção devida aumentou dia após dia e com o intenso tráfego de veículos não aguentou e rompeu definitivamente.

A preocupação dos moradores é devido ao porto ser o único local de embarque e desembarque de passageiros, onde recebe os produtos vindos de Manaus e outras cidade para São Gabriel da Cachoeira. Caso a estrada seja interditada para manutenção, a cidade ficará isolada por vários dias.

Vereador dispara

“Essa situação já estava prescrita que iria acontecer, fiz cobranças ao executivo (prefeitura) há tempo atrás, presenciei que começaram a tentar resolver esse problema mas vi que fizeram foi piorar as coisas”, disse o vereador Dieck Diógenes, afirmando que fico triste em vê que ainda continuam esquecidos pelo governo do estado;

“Trabalhei duro pra ajudar a eleger o Amazonino Mendes, mas até agora nada de ajudar o nosso município, estamos na espera do asfalto, água e agora arrumar essa estrada, não perco a esperança vamos em frente, mas quero que saibam que estamos à mercê mais uma vez”, acrescentou.