Estrada em Carauari, que governador diz estar quase pronta, ainda está no barro - Fato Amazônico

Estrada em Carauari, que governador diz estar quase pronta, ainda está no barro

As obras “fantasmas” continuam sendo realizadas em Carauari, sem que o Tribunal de Contas do Estado do Amazonas faça uma inspeção, e a Cotrap – Construtora e Transportadora Ltda, do ex-prefeito de Apuí, Vitor Marmentini, que tem ganhado todas as licitações no município, continua a ganhar dinheiro. A obra de pavimentação da estrada do Riozinho, orçada em R$ 15 milhões, de acordo com a placa teve início 26 de junho deste ano, com o prazo de entrega para o próximo dia 22 de janeiro, dentro de 30 dias, mas pelas fotos encaminhadas ao Fato Amazônico, pelo vereador José Airton, está longe de ser concluída e entregue a população.

Num balanço de sua administração na semana passada, em entrevista na Rede Tiradentes, o governador Omar Aziz, falou da obra da entrada do Riozinho, que segundo ele está quase pronta. Ou o chefe do executivo não tem fiscalizado suas obras ou a secretária de Infra-Estrutura, Waldídia Alencar, não tem prestado as informações a respeito da obra, para ser realizada em 180 dias, mas pelas imagens está longe de ser concluída.

Enquanto o governador, garante em Manaus, que as melhorias na estrada do Riozinho, estão prestes a ser entregues a população de Carauari, as pessoas que utilizam a via, continuam a caminhar em meio a lama e ao barro que toma conta da estrada, anunciada por Omar Aziz, como quase pronta para beneficiar os moradores, está longe de ser uma realidade no município.

“Essa empresa está ganhando dinheiro e não é pouco do governo do estado em nosso município, sem entregar uma obra concluída. Ano passado, caíram de paraquedas aqui em Carauri, dias antes das eleições para obras de pavimentação das vias do município, e dias depois da eleição do prefeito Chico Costa, que é do partido do governador, desapareceram”, relatou por telefone ao Fato Amazônico, o vereador José Airton.

O parlamentar disse não acreditar que o governador, saiba do que está ocorrendo em Carauari, na administração do prefeito que é do seu partido. “Gostaria de fazer um apelo ao governador que viesse ao município ou mandasse uma equipe sua de confiança para ver de perto as obras feitas pela Cotrap, que está recebendo da Seinfra, mas não tem concluído os serviços”, acrescentou.

José Airton, disse que denunciou ao Tribunal de Contas e ao Centro de Combate ao Crime Organizado (CAO- Crimo), do Ministério Público, as obras de pavimentação da vias do município, que iniciaram há mais de um ano pela Cotrap, mas até hoje não foram concluídas e a empresa tem feito as medições e recebido da secretaria Waldivia Alencar, pelo que não realizaram no município.

As obras, da Cotrap, em Carauari, como a pavimentação das vias da sede do município, estrada do Gavião e estrada do Riozinho, também já foram denunciadas pelo ex-prefeito Bruno Litaiff (PMDB), no Ministério Público e no TCE, mas até o momento de acordo com ele nada foi feito e empresa continua recebendo pelo que deixou de executar.

Sem escoamento

As péssimas condições dos 20 quilômetros da estrada do Riozinho, acabaram impedindo os agricultores de escoarem os produtos como, acabaxi, banana, farinha e açaí e outros que são produzidos pela comunidade. "É tanta lama que nem em cima de bois conseguimos escoar o nosso produto", disse por telefone um morador.

Mas, os problemas ainda vão além, produtores que moram na sede do município e plantam no Riozinho, devido as péssimas condições da estrada, acabam tendo de permanecer na área de 15 a 30 dias, sem conseguir voltar para suas casas. "Nao podemos deixar tudo aqui e voltar. Se a estrada estivesse boa, nós viriamos e voltariamos", disse um produtor.

Outras obras

A Secretaria de Estado de Infra-Estrutura, que proporcionou um dos maiores escândalos na administração do ex-governador Eduardo Braga, quando mais de R$ 18 milhões foram liberados para obras nos municípios do Alto Solimões, Benjamin Constant, Fonte Boa, Santo Antônio do Içá e Tabatinga, mas nada foi realizado, caso nada seja feito pelos órgãos de fiscalização ou pelo governador Omar Aziz, poderá manchar sua administração e lhe render processos de improbidade, por pagar serviços não realizados, como a empresa Cotrap, que tem vencido várias licitações no interior do estado.

Em Carauari, a Cotrap Construtora e Transportadora Ltda, do ex-prefeito de Apuí, Vitor Marmentini, apesar de considerada inabilitada pela Secretaria de Estado de Infra-Estrutura, ganhou duas licitações uma mais de R$ 11 milhões e outra de mais de R$ 12 milhões.

A primeira destinada a pavimentação da Estrada do Gavião e a outra de R$ 12 milhões, para a obras de pavimentação e drenagem de toda sede do município.

Um fato chama a atenção deste caso. A Cotrab, mesmo antes do termino da licitação na CGL, onde foi considerada inabilitada, a construtora, já tinha montado um canteiro de obras em Carauari, com a certeza de que ganharia os certames, o de R$ 11 milhões e o de R$ 12 milhões.

As obras, iniciaram em setembro do ano passado, às vésperas das eleições municipais, que tinham como candidatos, Chico Costa (PSD), concorrendo a reeleição e o ex-prefeito Bruno Litaiff (PMDB).