Cerca de 50 estudantes da Escola Municipal Danilo de Matos Areosa visitaram a Biblioteca Púbica Municipal João Bosco Pantoja Evangelista, no Largo São Sebastião, Centro, na tarde desta terça-feira (04), para conhecer o cartunista Eunuquis Aguiar e sua exposição que conta a história dos quadrinhos. A exposição do artista segue até esta sexta-feira (07).

O evento é uma iniciativa da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult) e é aberto ao público. A maioria dos jovens que visitou o espaço mostrou vontade de despertar dentro de si talentos como o de Euniquis. A estudante Samanta de Oliveira, 17, por exemplo, disse que durante muito tempo desenhou paisagens, mas por falta de incentivo, acabou deixando o talento de lado. “Achei interessante como o Eunuquis começou. Mesmo sem muito incentivo lutou pelo que gostava. Isso me estimulou. Quem sabe não volto a desenhar de novo, embora tenha vergonha de mostrar meus rascunhos para os amigos”, brincou a estudante.

Wellington Faria, também de 17 anos, viu pela primeira vez como acontece a produção de uma história em quadrinhos. “Ele cria o personagem, rascunha e vai desenvolvendo. É muito legal como tudo começa”, elogiou.

Para Eunuquis, o “Caboquinho”, uma de suas obras, é uma verdadeira inspiração por fazer tanto sucesso entre crianças, jovens e adultos. O menino, personagem das histórias do artista, foi inspirado em seu próprio filho. A obra caminha para a publicação de sua quarta edição. Dessa vez, colorida, com capa dura e em formato de tabloíde, muito utilizado nos Estados Unidos. O tema “O Reflexo”, também abordado pelo artista, abordará o meio ambiente e estará nas bancas e livrarias de Manaus nos próximos meses.