Estudantes do AM participam de Concurso Nacional em Brasília - Fato Amazônico




Estudantes do AM participam de Concurso Nacional em Brasília

Os acadêmicos finalistas do curso de Direito, Jaqueline Oliveira de Paula, Victor Porto Almeida e Yohanna Jaamel Souza Menezes, foram selecionados pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência de República para participar da etapa final do Concurso Nacional do Sistema Interamericano de Direitos Humanos (CNSIDH) que está acontecendo em Brasília até o próximo sábado (23).

Após o convite do professor MSc. Joelson Cavalcante para participar do concurso, os estudantes do curso de Direito da Escola Superior Batista do Amazonas (Esbam), desenvolveram um artigo em cima de um caso hipotético sobre supostas violações de direitos humanos, o artigo foi aprovado e será apresentado no evento que tem como foco a disseminação do conhecimento entorno do Sistema Interamericano de Direitos Humanos.

A estudante do décimo período, Yohanna Jaamel, explica que para fazer parte do concurso eles tiveram que produzir um artigo jornalístico “Nesse artigo nós teríamos que contar resumidamente os fatos, apontar três supostas violações de direitos humanos e explicá-lo, de modo bem simples, só que a luz da convenção americana de direito humanos, e por final, teríamos que dar o nosso parecer, se houve ou não a violação” comenta.

Diversos alunos de faculdades públicas e particulares submetem seus artigos a aprovação. Na região Norte, a única faculdade particular selecionada por meio dos alunos foi a Esbam, além da Instituição, representantes da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) também estão presentes no evento.

A etapa final realizada em Brasília será feita por meio de simulações as defesas orais dos futuros advogados em cima do caso hipotético criado no artigo que refere-se a vítimas de violações de direitos humanos.

Victor Almeida, que também está finalizando o curso, comenta que participar do concurso contribuiu para a sua formação acadêmica “O conhecimento que eu possuía em termo de Direito Interamericano era muito exíguo. Eu pude aprofundar os meus estudos fora de uma abordagem muito Constitucional acerca dos Direitos Humanos” destaca o acadêmico.

O Concurso também foi um grande aprendizado para a acadêmica Jaqueline de Paula, que forma o trio, que se classificou e está em Brasília “Eu confesso que não gostava muito dos direitos humanos, eu achava algo muito europeu, bem distante, o qual costumava ver somente no Art. 5° da Constituição, mas quando vi as diretrizes do Sistema Interamericano, percebi que isso é extenso e abre a sua visão de forma extraordinária, porque percebe-se que a atuação do advogado não é somente no Tribunal ou com um cliente, mas também na defesa de um povo, uma etnia ou uma cultura” evidencia.

Yohanna Jaamel diz que sempre se fala em Direitos Humanos e todas as suas questões, entretanto, essas informações não se regionalizam “Quando existe uma regionalização, é possível ver uma atuação mais perto, que realmente está acontecendo. O concurso foi bom para fazer uma comparação entre os Sistemas e nós vimos que o nosso modo latino de pensar é algo avançado, e essas questões abrem a mente e dão mais vontade, mais incentivo, é uma verdadeira motivação” finaliza a estudante.

Jaqueline de Paula, Victor Almeida, e Yohanna Jaamel foram vencedores em 2012 do X Júri Simulado Procurador de Justiça João Basco Sá Valente, e este ano, fizeram um trabalho de monitoria do grupo dos acadêmicos da Esbam que venceu o 1º Júri Simulado da OAB Amazonas Alberto Simonetti Cabral Filho.