Eu Penso Assim vira parte de programa nas igrejas - Fato Amazônico

Eu Penso Assim vira parte de programa nas igrejas

Manaus, AM…[ASN] Durante o mês de março a primeira temporada do programa de debate jovem na web Eu Penso Assimfoi lançada com a temática sobre relacionamentos. Um dos objetivos do programa é fazer com que o conteúdo também seja inserido de alguma maneira nas programações das igrejas locais. Em alguns lugares, essa conexão entre o programa web e a discussão presencial acontece.Algumas igrejas adventistas começam a utilizar o programaem suas reuniões locais. Em Jundiaí-SP, por exemplo, o diretor jovem Jailson Santos, juntamente com o pastor Roger Menezes, lançaramum culto jovem chamado “Super Sexta”, que já é comum em muitos outros locais. “A novidade é que nesse culto o ponto alto será o ‘Eu Penso Assim’ e vamos reunir a juventude da igreja e demais distritos com o intuito deles terem a oportunidade de externarem temas polêmicos. Com o vídeo, direcionaremos a conversa e os participantes serão orientados sobre essas questões”, conta.

Jovens de Jundiaí-SP reunidos para a programação jovem

A ideia é que osjovens reflitam e debatam, de maneira saudável, questões levantadas no programa. Os assuntos abordados até agora foram sobre Virgindade x Pureza, Escolhendo a pessoa Ideal e nessa sexta-feira, 03,à noite, será oBeijo Inocente.

Segundo a Pesquisa Nacional de Demografia e Saúde da Criança e da Mulher (PNDS), 44,8% dos jovens entre 15 e 19 anos são virgens, porém essa porcentagem está caindo desde 2012 e vê-se a mesma realidade entre jovens cristãos.

Da web para as Igrejas

Na avaliação do pessoal das igrejas,programa Eu Penso Assim se difere de ideias semelhantes, pois, incentiva o estudo da Bíblia e esclarecimentos de frequentes dúvidas surgidas em rodas sociais de jovens, com debates e respostas online para cada assunto proposto.

EmManaus, Amazonas, um grupo de jovens levou o Eu Penso Assim para seu pequeno grupo, com o nome P1, pois, cada participante leva um convidado. Eles se reúnem, assistem aos vídeos do programa e debatem sobre o assunto em questão. “Falamos sobre relacionamento e sexo de um jeito descontraído, sempre passando o vídeo, debatemos com profissionais ou pastores e é sempre bem divertido”, afirma Ruana Cavalcante, participante do pequeno grupo P1.

Jovens do P1 em encontro ao ar livre

Os resultados positivos dessa implantação estão sendo vistos. Ruana ainda afirma que o P1 cresce a cada encontro e que alguns batismos já foram feitos. “É muito bom saber que os vídeos estão fazendo a diferença para os jovens de toda a Divisão Sul Americana”, pontua o líder Jovem para a região noroeste do país, apresentador e idealizador do programa, pastor Lélis Souza da Silva.

Casos como de Ruana e Jailson são exemplos para que outras pessoas implantem essa ideia em seus ministérios ou projetos locais.

No último programa da temporada “Relacionamentos” a conversa será ao vivo diretamente de Brasília-DF. Acontecerá um fechamento especial com 1 horasde duração e com a presença de plateia. E para quem não puder estar presente haverá interação com os internautas ao vivo. [Equipe ASN, Giovanna Bonilha]

Confira o último programa: