Evandro Melo, irmão de José Melo é detido pela PF na segunda fase da “Operação Maus Caminhos” - Fato Amazônico


Evandro Melo, irmão de José Melo é detido pela PF na segunda fase da “Operação Maus Caminhos”

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quarta-feira (13/12), a segunda fase da “Operação Maus Caminhos” com objetivo de combater um esquema criminoso que desviava verbas da Saúde do Estado do Amazonas. Os federais cumprem três mandados de prisão preventiva, nove de prisão temporária, 27 conduções coercitivas, 27, 27 mandados de busca e apreensão, 18 mandados de seqüestro de bens móveis e imóveis, incluindo uma aeronave Cessana 560 XLX.

Os crimes eram praticados por membros da organização criminosa alvo da primeira fase da Operação Maus Caminhos que, utilizando-se dos recursos públicos desviados do Fundo Estadual de Saúde do Amazonas, realizavam pagamentos de propina a agentes políticos e servidores públicos, com o objetivo de obter facilidades dentro da Administração Pública estadual, tais como agilizar a liberação de pagamentos, obtenção de contratos públicos e o encobrimento dos ilícitos praticados.

O irmão do ex-governador José Melo, cassado por compra de votos, Evandro Melo, que comandou a a Secretaria de Administração, juntamente com o ex-secretário de Saúde Wilson Alecrim e Raul Zaidan são alvos da operação “Custo Político”, que tem como objetivo investigar os crimes de corrupção ativa, corrupção passiva, lavagem de dinheiro de capitais e de organização criminosa.

O nome da “Operação Custo Político” é uma referência à expressão utilizada pelo médico Mouhamad Moustafa para denominar as vantagens indevidas (propinas) pagas aos ex-secretários e outros servidores públicos.

Os mandados foram todos expedidos pela juíza Ana Paula Serizawa, da 4ª Vara Federal do Amazonas que também determinou o bloqueio de R$ 67 milhões dos investigados.

A operação foi executada em Manaus, São Paulo, Recife e Brasília e contou com a participação de 135 policiais federais coordenados pelo delegado Alexandre Teixeira.