Exposição de reaproveitamento de resíduos chama atenção dos microempreendedores e clientes da Galeria dos Remédios - Fato Amazônico


Exposição de reaproveitamento de resíduos chama atenção dos microempreendedores e clientes da Galeria dos Remédios

Microempreendores e o público que frequenta a Galeria Popular dos Remédios, no centro de Manaus, conheceram ontem (17/4), as diferentes possibilidades de reutilização de materiais como pet, papelão, embalagens e caixas de ovos, por meio da exposição de reaproveitamento de resíduos sólidos, realizada no local, pela Divisão de Educação Ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas). A exposição é parte das ações de Educação Ambiental que serão realizadas nas galerias populares, atendendo a uma solicitação da Subsecretaria Municipal do Centro Histórico (Subsemch). 

A iniciativa visa incentivar a prática da reutilização de materiais que podem ser uma alternativa de renda extra e reduzir o volume de resíduos que são descartados diariamente nos centros de compra populares. De acordo com o técnico em Educação Ambiental, da Semmas, Alessandro Sampaio, essa foi uma excelente oportunidade de troca de informações e conhecimento. “Nossa exposição além de propor ideias de renda extra repassa também a mensagem da importância da preservação ambiental e do descarte correto dos resíduos”, salientou.

O objetivo é fazer também com que as pessoas se sintam estimuladas a participar das oficinas de reaproveitamento. “Temos uma programação anual de oficinas, dentro do Programa Uniambiente, e estamos sempre buscando ampliar o nosso raio de atuação”, explicou o chefe da Divisão de Educação Ambiental da Semmas, Raimundo Araújo. A iniciativa de realizar exposições nas galerias ajuda muito nesse processo, segundo ele. “Plantamos a semente e esperamos que ela brote, levando as pessoas a participarem das nossas atividades e que também possam desenvolver oficinas nas próprias galerias, onde há um volume considerável de resíduos que podem ser reaproveitados”, afirmou.

A autônoma Solange Ferreira Mesquita, 58, disse ter gostado da exposição e que não imaginava que reciclando estaria ajudando o meio ambiente. “Fiquei interessada em participar de uma oficina”, disse ela. Miguel Simões, 22, morador do Alvorada 1, se surpreendeu com o que viu. “Quanta coisa que vemos todos os dias jogadas nas ruas que poderiam ser reaproveitados”, observou ele.  Jeane Correia Lima, 57, moradora do Campo Dourado, trabalha na galeria e achou a exposição diferente de tudo que já viu no local. “Chamou muito a minha atenção e de quem gosta de fazer esse tipo de artesanato. Gostaria muito de participar de uma oficina destas”, afirmou.

A Galeria dos Remédios, localizada na rua Miranda Leão, foi a primeira a receber os técnicos da Semmas. Na próxima quinta-feira, 19, a exposição será levada também para o Shopping Phelippe Daou, no Jorge Teixeira, zona Leste. No dia 26, será a vez da Galeria Espírito Santo, localizada na rua Joaquim Sarmento, Centro.