Falta de fiscalização pode ser um fator que leva PMs a cometerem abusos como o espancamento filmado na quarta-feira - Fato Amazônico

Falta de fiscalização pode ser um fator que leva PMs a cometerem abusos como o espancamento filmado na quarta-feira

A falta de fiscalização, do Comando Geral da Polícia Militar, pode ser um dos motivos que levam alguns policiais a praticarem atos condenados pela população amazonense como o que foi registrado por câmaras de um circuito interno de segurança, que ocorreu na madrugada da última quarta-feira (6), quando três PMs da viatura 25-9561 da Força Tática, com pedaços de madeira agrediram e torturam uma adolescente de 15 anos e dois homens um de 18 e outro de 22 anos em frente a um bar, localizado na Rua São Francisco, na Comunidade Jesus me Deu, na Zona Norte de Manaus.

As cenas do vídeo encaminhado por um leitor ao Fato Amzônico, mostram um policial militar da FT, com balaclava (de acordo com Wikipédia também são associadas a atividades ilícitas, como terrorismo, sequestro ou assaltos, embora também sejam usadas por forças policiais para o mesmo fim: ocultar a identidade dos agentes) o PM que tem o rosto coberto pega um pedaço de madeira e manda um homem ficar de joelhos e começa a sessão de espancamento.

De acordo com fontes do Fato Amazônico, a Corregedoria da Polícia Militar recomendou o afastamento dos três soldados da Força Tática. E de acordo nota da PM os policiais já foram afastados das ruas por determinação do comandante geral da Polícia Militar, coronel Gilberto Gouvêa.

A nota encaminhada pela 5ª seção da Polícia Militar informa ainda, que foi instaurado um Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar ocorrido.

Diz ainda na nota, que o comando não concorda com atitudes contra os direitos humanos. Exalta o papel da Força Tática no combate à criminalidade em Manaus e afirma que a ação dos três soldados foi um ato isolado que será apurado de forma imparcial.

Falta fiscalização

Estivemos nas ruas ouvidos algumas pessoas e todas foram unanimes em afirmar que tudo ocorre por falta de fiscalização do Comando Geral da PM e dos comandantes das unidades policiais.

No caso envolvendo policiais da Força Tática, um dos soldados aparece no vídeo usando uma balaclava, uma máscara que só é usada por homens das forças especiais para ocultar suas identidades em ações contra bandidos que integram facções criminosas.

Veja a nota

A Diretoria de Comunicação Social da Polícia Militar do Amazonas vem informar, em relação ao vídeo circulando nas mídias sociais, envolvendo policias militares da Força Tática agredindo pessoas, que foi determinado abertura de inquérito policial militar e o afastamento dos serviços das ruas dos envolvidos.

O Comando da Corporação não concorda com atitudes contra direitos humanos, bem como contrárias as instruções técnicas e táticas em defesa da vida e do cidadão.

Ressalta, ainda, que a Força Tática é uma tropa de extrema importância para ordem pública em nossa estrutura e que diariamente se destaca com apreensões de armas e drogas na cidade, contudo, esse comportamento trata-se de uma ação isolada que será de forma imparcial apurado em respeito da sociedade e dos bons policiais.

Willer José dos Santos Abdala – Tenente-Coronel PM

Diretor de Comunicação Social da Polícia Militar do Amazonas