Fausto Souza divulga nota e diz que é inocente, pede desculpas a família e afirma que assinou a CPI da Pedofilia da Aleam - Fato Amazônico

Fausto Souza divulga nota e diz que é inocente, pede desculpas a família e afirma que assinou a CPI da Pedofilia da Aleam

O deputado Fausto Souza (PSD), divulgou nota à imprensa, depois de aparecer no programa Fantástico da Rede Globo ontem à noite, onde foi acusado de participar de envolvimento com uma rede de prostituição infanto-juvenil no Amazonas. O parlamentar pede desculpas a sua família, amigos e diz como o processo corre em segredo de justiça não pode falar muito a respeito, e afirma ser inocente que já apresentou sua defesa para provar a não participação no caso.

Fausto, diz que foi ouvido pela CPI da pedofilia da Câmara Federal e garante ser um dos deputados que assinou a abertura da CPI da pedofilia da Assembleia Legislativa do Amazonas.

Nota do deputado

Quero esclarecer a minha versão sobre os pretensos fatos (simulados) na reportagem veiculada no programa Fantástico/rede Globo, onde meu nome aparece como envolvido em rede de prostituição infanto-juvenil no Amazonas:

Primeiro quero me desculpar com a minha família, parentes, amigos e a todos os que acreditam em mim e no meu trabalho, e dizer que o processo corre em segredo de justiça, onde já apresentei minha defesa para provar a não participação no caso. Já fui ouvido pela CPI da pedofilia da Câmara Federal e também posso ressaltar que assinei a abertura da CPI da pedofilia da Assembléia Legislativa do Amazonas.

Esclareço ainda, que sempre dediquei meu tempo à minha família, às minhas atividades parlamentares como deputado estadual e apresentador do Programa Livre, não dispondo de tempo para qualquer envolvimento ilícito de prostituição de menores. Sou um homem casado.

Sempre fui, em companhia dos meus irmãos, um defensor da família.

Devo tudo que tenho (e agradeço todos os dias a Deus) a minha família e aos amigos, que sempre demonstraram a mesma confiança e tento todos os dias retribuir com a mesma dedicação, respeito e trabalho.

Nunca, jamais pratiquei qualquer coisa que pudesse denegrir minha pessoa, como indicou essa reportagem exibida pelo Fantástico. Acredito fielmente na justiça de Deus e dos homens e que tudo será esclarecido, provando minha inocência no caso imputado contra mim. Deus é maior que tudo.

Deputado Fausto Souza