FCecon e Cristal Engenharia estabelecem parceria para adequação do espaço que receberá a Sala Inteligente - Fato Amazônico




FCecon e Cristal Engenharia estabelecem parceria para adequação do espaço que receberá a Sala Inteligente

A Fundação Centro de Controle de Oncologia do Estado do Amazonas (FCecon), órgão vinculado à Secretaria de Estado da Saúde (Susam), e a Cristal Engenharia, estabeleceram uma pareceria para a adequação de uma área no Centro Cirúrgico da instituição de saúde, a qual viabilizará a montagem da primeira Sala Inteligente da Região Norte. O espaço receberá equipamentos de ponta para a realização de cirurgias minimamente invasivas (videolaparoscopias), e terá capacidade de transmissão dos procedimentos a acadêmicos a partir da telemedicina.

Os primeiros equipamentos da Sala Inteligente, segundo o diretor-presidente da FCecon, Edson de Oliveira Andrade, já foram adquiridos e começaram a ser entregues. “Hoje (20/12), recebemos o primeiro equipamento, um aparelho de anestesia de alta tecnologia”, destacou.

A primeira visita técnica feita pela equipe da Cristal ocorreu esta semana. Segundo a diretora de Ensino e Pesquisa da FCecon, Kátia Luz Torres, após conhecer o Centro Cirúrgico, a equipe da empresa irá levantar custos e montar um cronograma de execução das obras de adequação, que consistirão no reforço das paredes, laje e piso. “A proposta será entregue no início de 2014”, destacou, lembrando que a autoria do projeto é do urologista da FCecon, Dr. Cristiano Paiva.

De acordo com a representante do departamento de marketing da Cristal Engenharia, Saskya Canizo, um pré-projeto já foi entregue à equipe técnica da empresa para análise e levantamento de prazos e custos. “Além da tecnologia envolvida no projeto, também consideramos os benefícios que a sociedade teria a partir dele. É algo que muito nos interessa, pois buscamos muito esse lado social”, destacou. Durante a visita técnica estiveram presentes, além dela, Silvana Martins, gerente comercial da empresa, e Welyton Cordeiro, arquiteto e gerente de produção.

O quê é a sala inteligente?

O projeto, de autoria do pesquisador e médico urologista Cristiano Paiva, está sob a coordenação da Diretoria de Ensino e Pesquisa da FCecon e está orçado em R$ 3,5 milhões. A implantação será dividida em três fases, sendo uma delas a instalação de câmeras e monitores de led para a realização das aulas com telemedicina, onde os acadêmicos poderão assistir, ao vivo, de um auditório montado especificamente para isso, as cirurgias realizadas no local.

De acordo com Cristiano Paiva, a verba inicial de R$ 600 mil, liberada pela Fapeam (Fundação de Amparo à Pesquisa do Amazonas), foi aplicada na aquisição de um aparelho de laparoscopia avançado (com pinças e câmera o qual possibilita incisões de apenas um centímetro para a realização das cirurgias), um carro de anestesia de alta precisão e uma mesa cirúrgica robotizada, mais flexível que as demais.

A primeira etapa do projeto terá a duração de três a seis meses e a previsão é que o novo centro cirúrgico esteja pronto para uso em 2014.

“Essa sala deve ampliar o número de cirurgias (minimamente invasivas) em, no mínimo, cinco vezes. Hoje, na FCecon, a técnica minimamente invasiva é feita apenas pelo Serviço de Laparoscopia Avançada em Urologia, criado em 2012. Com a sala, a técnica deve ser ampliada para os serviços de Cirurgia Pélvica, Cirurgia Oncológica, Cirurgia Torácica, de Cabeça e Pescoço e Oncogineco (ginecologia)”, destacou.

Além da Fapeam, devem colaborar para que o projeto seja executado a Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia (Sect) e a Universidade do Estado do Amazonas (UEA).