Feira Criativa reúne, no Parque do Mindu, novidades feitas a partir do reaproveitamento de resíduos sólidos - Fato Amazônico

Feira Criativa reúne, no Parque do Mindu, novidades feitas a partir do reaproveitamento de resíduos sólidos

Em sua nona edição, a Feira Criativa do Parque Municipal do Mindu exalta o conceito de sustentabilidade e oferece uma opção a mais de atração para quem visitar neste final de semana, a unidade de conservação situada no Parque Dez, zona Centro-Sul de Manaus. Com 20 expositores, a feira reúne artesãos com os mais variados tipos de produtos feitos a partir do reaproveitamento de resíduos sólidos.

Para o secretário municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Antonio Nelson de Oliveira Júnior, a feira é um espaço que consolida a proposta do trabalho de educação ambiental desenvolvido pela gestão ambiental do município, seguindo a orientação do prefeito Arthur Virgílio Neto de dar visibilidade às áreas protegidas municipais.

“Abrimos o espaço e, o mais importante, estamos mantendo a regularidade na realização das edições por meio da parceria entre o Projeto Arte em Movimento e o Parque do Mindu. Com isso, passamos à população a mensagem do reaproveitamento e que é possível evitar o descarte de resíduos e gerar renda a partir desse trabalho”, explicou o secretário Antonio Nelson que, em visita aos estandes, adiantou que o Parque Municipal Lagoa Senador Arthur Virgílio Filho, no Japiim, também administrado pela Semmas, estará aberto para outras edições da feira.

A coordenadora do Projeto Arte em Movimento, Amanda Guimarães, diz que a realização da feira no Parque do Mindu está sendo positiva para os artesãos e expositores. “Para nós, está sendo uma felicidade porque ganhamos um espaço muito bom e o reconhecimento do público e da gestão do Parque do Mindu, um êxito em aproximar a sociedade com a cultura do artesanato e o trabalho criativo dessas pessoas voltado para o reaproveitamento de materiais que normalmente iriam para o lixo”, afirmou Amanda, acrescentando que a intenção é de dar continuidade à parceria em 2018.

Moradora do Parque Dez e uma das expositoras da Feira Criativa, Silvia Marinho é especialista em esculturas e se diz satisfeita com o resultado das feiras. “O parque é um espaço maravilhoso e ideal para as famílias frequentarem e conhecerem o nosso trabalho”, afirmou ela, exibindo as esculturas feitas a partir do reaproveitamento de garrafas de vidro.

Valcilene Rodrigues, moradora do Alvorada, participa da feira pela segunda vez, expondo diversas peças decorativas feitas a partir do reaproveitamento de CDs, papelão, garrafas pet e até casca de ovos. “Estou sempre criando e aqui no Mindu me sinto muito bem, estamos no lugar certo”, afirmou.

A Feira Criativa abriu espaço também para os artesãos que participam das oficinas de reaproveitamentos de resíduos promovidas pela Semmas, no Espaço da Cidadania Ambiental (Ecam), no Uai Shopping São José. A feira acontece neste domingo, das 8h30 às 12h.