Fieam abre inscrições para Missão Empresarial à China - Fato Amazônico

Fieam abre inscrições para Missão Empresarial à China

Com um volume de negócios de mais de US$ 30 bilhões, a Feira Multissetorial da China, a Canton Fair, está em sua 122ª. edição aberta para as inscrições no Amazonas. Programado para ser realizado no período de 12 a 20 de outubro, o evento é um dos maiores do mundo e conta com o apoio do Centro Internacional de Negócios (CIN-AM), vinculado à Federação das Indústrias do Amazonas (Fieam).

A Fieam colabora com a Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC), responsável por organizar as missões até a China. As empresa amazonenses interessadas em participar da Missão Empresarial Prospectiva a China 2017 devem entrar em contato com o CIN-AM através do telefone telefones (92) 3631-0907/ 3186-6511 ou pelo e-mail [email protected] . As inscrições estão abertas até 16 de agosto.

Com uma área de 1.180.000 metros quadrados, a Canton Fair ocorre semestralmente. Em sua última edição contou com 195 mil visitantes, 24.718 expositores. A missão prospectiva à China, também, tem em seu cronograma reuniões, palestras e visitas técnicas nas cidades de Guangzhou e  Shenzhen.

Marcelo Lima, gerente do CIN-AM, explica que a missão empresarial prospectiva é uma ótima oportunidade de negócios para os amazonenses. “As feiras internacionais são oportunidades para o contato não apenas com o público consumidor, mas também com fornecedores, parceiros comerciais, novas matérias primas e tecnologias. Nas feiras também é possível os empresários observarem os possíveis concorrentes, diretos e indiretos, e aprender novas técnicas, e atrair investimentos para suas empresas”, ressalta.

Reconhecimento

As missões a China, organizadas pela FIESC desde 2004 contam com reconhecimento nacional e internacional, material de apoio trilíngue (português / inglês / mandarim), reuniões preparatórias e de alinhamento, tradutores bilíngues (português / mandarim) a cada 10 participantes, acompanhamento técnico e de agente de viagem e ambiente e estrutura para estreitar negócios e parcerias.

“Os principais objetivos dessas missões são identificar e prospectar parceiros comerciais e tecnológicos; analisar a concorrência do Brasil no mercado asiático; monitorar tendências; fomentar negócios e incrementar a rede de relacionamento junto ao mercado asiático”, destaca Lima.

A China, atualmente, se destaca em vários quesitos econômicos, sendo considerada a maior economia mundial, o maior polo comercial e mercado consumidor do mundo e o país com maior reserva cambial. “Também o pais de se destaca no cenário mundial, em recursos minerais e o maior parceiro comercial do Brasil no mundo. Ocupa a 1ª posição entre os principais países de destino das exportações brasileiras”, afirma o gerente do CIN-AM.