Sexta-feira, 26. Dia macabro, de humor negro para o candidato à reeleição, Amazonino Mendes (PDT).

Após desastroso embate de ideias nos diversos campos do conhecimento político com o candidato Wilson Lima, patrocinado pela Rede Globo/TV Amazonas na noite quinta-feira, 25, três pesquisas de intenção de votos, além do último comentário em vídeo do publicitário Durango Duarte, serviram para pulverizar a última nesga de esperança de Amazonino Mendes de chegar ao quinto mandato governamental.

Na bucólica casa do Tarumã, Amazonino amanheceu acabrunhado, tenso, triste, taciturno, mergulhado em profundo silêncio com as informações dos institutos de pesquisas que dão quase como certa a derrota do candidato para o estreante Wilson Lima.

Vejam os dados

Instituto Diário de Pesquisa (ID) do grupo Diário do Amazonas: Wilson Lima 68,1%; Amazonino Mendes 31,9%. No item rejeição Amazonino amarga 35,3% contra 9,8% de Wilson Lima.

DMP/Rede Tiradentes: Wilson Lima aparece com 65% e Amazonino Mendes com 35% WL vente tanto na capital quanto no interior. No interior do Amazonas, Wilson Lima dispara com 60% contra tímidos 40% obtidos por seu adversário Amazonino.

Pontual Pesquisas: Wilson Lima 64,%; Amazonino 34%.

Apesar da nítida discrepância dos números apresentados pela Pontual em relação aos números dos institutos DMP e ID, não resta dúvidas de que Amazonino encerra a sua carreira política no próximo domingo, virtualmente derrotado pelo jornalista Wilson Lima.

Perder, nunca foi o fim do mundo, nem mesmo para Amazonino que ruminou duas derrotas para Eduardo Braga e uma para Serafim Correa.

A quarta, entretanto, tem um gostinho diferente, especial, digamos assim, um gostinho de derrota retumbante e amarga, que será tragada pelo candidato, supostamente derrotado, que subestimou a capacidade de um simples e humilde repórter, com excesso de soberba, arrogância, preciosismo e arrivismo.

Pesquisa Pontual