Compartilhe
  • 12
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    12
    Shares

O veterano prefeito de Novo Airão, Wilton Santos, fez o que pôde garantir o polêmico mandato – bateu os pés, deu salto mortal, plantou bananeira, deu cangapé, até remou contra a forte correnteza das águas do caudaloso Negro -, mas não conseguiu.

Por decisão proferida nesta sexta-feira, 06, o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (AM), desembargador João de Jesus Abdala Simões, determinou o afastamento imediato de Wilton Pereira dos Santos e Antônio Tiburtino da Silva, respectivamente Prefeito e Vice-Prefeito do município de Novo Airão.

João de Jesus Abdala Simões determinou, também, que o Presidente da Câmara Municipal de Novo Airão/AM assuma a Prefeitura até a realização de novas eleições.

Wilton Santos foi condenador por improbidade administrativa. De acordo com o Ministério Público Federal (MPF), além de estar com os direitos políticos suspensos, Wilton Santos não poder o cargo por não ter registro de candidatura válido.

Em dezembro de 2016, o TRE anulou a decisão do juiz eleitora da comarca de Novo Airão que concedeu o registro de candidatura do agora ex-prefeito.

No dia 30 de junho do mesmo ano, a Procuradoria Regional Eleitoral encaminhou petição ao corregedor do TRE para que determinasse o afastamento de Wilton Santos do cargo de prefeito.

No dia 17 de maio deste ano, o pleno do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) negou por 6 votos a 1, o agravo regimental do ex-prefeito, mantendo a cassação de seu mandato.


Compartilhe
  • 12
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    12
    Shares