Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Finalistas da etapa estadual do Programa Parlamento Jovem Brasileiro (PJB) 2018, quatro estudantes do Ensino Médio da rede pública estadual do Amazonas dividem agora o mesmo sonho: representar o Estado, em Brasília (DF), na etapa nacional do programa.

Neste ano, mais de cinquenta estudantes das escolas administradas pela Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino (Seduc) se inscreveram no programa. Os quatro melhores projetos de lei elaborados pelos alunos serão avaliados, agora, por professores do Centro de Formação da Câmara dos Deputados, em Brasília.

O secretário de Estado de Educação do Amazonas, professor Lourenço Braga, parabenizou os estudantes pelo resultado no programa. “Vocês são motivo de orgulho para nosso governo, não somente o futuro do Brasil, vocês são o presente do Brasil. E a gente precisa começar a mudar o Brasil a partir de vocês. A gente tem muito orgulho do que vocês representam”, afirmou Braga.

Projetos – Entre os estudantes finalistas, o clima é de comemoração e a expectativa para saber quem será o representante do Amazonas aumenta a cada dia.

A estudante da 3ª série do Ensino Médio da escola Manoel Severiano Nunes, Emily Graciele Rodrigues da Silva, de 17 anos, é uma das finalistas. Com um projeto de lei voltado para a área da saúde, ela afirma que não imaginava estar entre os selecionados, mas que está contente com o resultado. “O meu projeto estabelece agendamentos de urgência referente a exames laboratoriais aos pacientes que possuem suspeita de doenças graves, ou seja, os exames atendidos pelo SUS (Sistema Único de Saúde). Não imaginava que seria finalista. Enviei o meu projeto. Estava confiante, mas estava tranquila, não estava ansiosa. Quando recebi a ligação de que sou uma das finalistas, fiquei bem feliz”, disse a estudante.

Sobre a possibilidade de representar o Amazonas em Brasília, a jovem acredita que a experiência será algo bastante positivo. “Os selecionados vão vivenciar uma jornada de deputado federal por uma semana em Brasília, com atividades, oficinas, debates, defesa dos projetos, tudo que um deputado federal realmente faz. Caso eu seja selecionada, vou aproveitar bastante a cada minuto e pretendo ser bem ativa, mostrar a minha voz, mostrar que os jovens têm voz e que eles podem mudar o Brasil”, afirmou.

Inclusão – O jovem Rodrigo Correa Braga, de 21 anos, também está entre os candidatos a represente do Amazonas no PJB. Aluno surdo, Rodrigo cursa a 2ª série do Ensino Médio na Escola Estadual André Vidal de Araújo.

Com projeto que busca garantir ao surdo o direito de ter acesso à capacitação em cursos de idiomas na Língua de Sinais, o aluno diz que torceu para que sua proposta fosse escolhida. “Eu fiquei torcendo pra poder passar com meu projeto, porque eu queria dar esse orgulho para a minha família, orgulho pro meu Estado, poder mostrar a bandeira da inclusão para as pessoas surdas. Para mim, isso é motivo de felicidade”, disse.

Ansioso com o resultado, Rodrigo tem as melhores expectativas em ser o escolhido e fazer a diferença, inclusive lutando contra o preconceito que as pessoas surdas ainda sofrem. “Vou esperar ver se isso vai acontecer, se vão me escolher. São quatro pessoas que estão aí concorrendo, mas eu ficaria muito feliz se eu for aprovado. A minha escola também vai ficar feliz se passar e poder viajar para Brasília, poder mostrar o meu projeto, as minhas propostas como surdo, mostrar a história do surdo, porque, às vezes, as pessoas têm preconceito com os surdos, mas falta, às vezes, acessibilidade em todo o Brasil, falta também as pessoas aprenderem mais Libras. Para vocês que são ouvintes, é mais fácil, mas pra mim, não. Estou torcendo para que eu passe”, comentou o jovem.

Segurança nas escolas

Pensando em propor uma possível solução para o problema de falta de segurança que muitas escolas públicas enfrentam em todo o país, o estudante do 2º ano do Ensino Médio do Centro Educacional Berenice Martins, Matheus Almeida Santos, de 16 anos, teve seu projeto escolhido e também é um forte concorrente para ir à Brasília.

“A minha ideia é que cada escola tenha nas suas dependências, principalmente na entrada, detectores de metal para que detecte ou câmera infravermelho para detectar drogas, para que evite a entrada de tais elementos na escola e que professores e alunos se sintam mais seguros, porque há uma pesquisa que indica que estudantes estão desistindo de estudar, principalmente à noite, por causa da insegurança que eles têm nas escolas”, explicou.

Também entusiasmado, Matheus disse que a experiência de ir para Brasília poderá, inclusive, influenciar o seu futuro.  “Me senti bastante alegre quando recebi a ligação do professor responsável que eu fui selecionado entre os quatro. Comentei logo com a minha namorada e ela me deu bastante apoio e falou que eu venceria e estou confiante e bem alegre. Eu creio que [essa experiência] pode modificar muito o que eu penso. Para mim, a faculdade que eu penso é Gastronomia. Se eu me identificar bem com a área, creio que vou seguir a área política”, afirmou.

Suicídio e depressão – Quem também está na disputa para representar o Amazonas no PJB é o jovem Lorran Sena Alves de Brito, 17 anos, aluno da 3ª série do Ensino Médio da Escola Estadual Sólon de Lucena. O seu projeto fala sobre o suicídio e a depressão dentro das escolas da rede pública. “No mês passado, uma aluna [da escola] se suicidou e começamos com projetos de palestras, psicólogos, mas não é só na nossa escola que tem isso e um projeto que seja aberto para o Brasil todo é muito importante”, contou.

Com seu projeto, Lorran pretende ampliar a discussão sobre o tema, alertando principalmente os pais a respeito do assunto. “Minha expectativa é mostrar, abertamente, e tentar tocar principalmente os pais, porque, muitas vezes, eles pensam que é besteira dos filhos. Acho que é o assunto mais importante do século XXI. Desde 2014 eu tenho vontade de ser deputado federal e é uma experiência bem próxima e vai motivar bastante. Me senti bastante honrado, mas foi com a ajuda dos meus amigos, então não me sinto honrado sozinho e sim com o pessoal do meu grêmio estudantil”, disse.

O resultado final dos jovens selecionados em todo o país e o representante do Amazonas no PJB está previsto para ser divulgado no dia 10 de agosto no site do programa e também no site da Seduc: www.educacao.am.gov.br.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •