Fiscais da Vigilância Sanitária apreendem hambúrguer estragos em supermercado na Zona Leste de Manaus - Fato Amazônico




Fiscais da Vigilância Sanitária apreendem hambúrguer estragos em supermercado na Zona Leste de Manaus

Fiscais do Departamento de Vigilância Sanitária (Dvisa), da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), apreenderam em vistoria em supermercado localizado em um shopping da Zona Leste de Manaus, 170 unidades de hambúrguer de carne bovina que foram encontrados fora da refrigeração recomendada e totalmente impróprios para o consumo, além de 50 kg de polpas de frutas que estavam totalmente descongeladas e algumas unidades de pescado regional em condições fora do padrão de armazenamento.

Além da apreensão dos produtos, que foram inutilizados, e o Dvisa expediu auto de infração e o estabelecimento terá o prazo de três dias para apresentar defesa e recorrer da multa.

A ação faz parte da terceira etapa da “Operação Fim de Ano Saudável”, com o objetivo de oferecer uma resposta imediata às demandas do consumidor durante o período de final de ano, quando há um aumento no consumo de alimentos congelados e não perecíveis.

A operação será realizada semanalmente com a participação de 64 fiscais de saúde, que estarão presentes dentro dos supermercados, realizando principalmente ações de orientação sobre possíveis irregularidades. No caso de risco iminente à saúde pública será feita a aplicação de multas e apreensão de produtos.

O secretário municipal de Saúde, Evandro Melo, explica que essa operação tem principalmente caráter preventivo e de divulgação do trabalho realizado pelo Dvisa e conta com o apoio dos consumidores manauaras para um melhor aproveitamento do trabalho dos fiscais da Vigilância.

“O principal diferencial desta operação é a presença de dois fiscais no supermercado exclusivamente para receber as demandas do consumidor, oferecendo resposta imediata e dando as orientações necessárias sobre os procedimentos no caso de denúncias”, informou.

Os fiscais também avaliam questões como a validade, o condicionamento, a manipulação e características dos alimentos a serem consumidos. “A falta de refrigeração adequada de produtos alimentícios e de mercadorias em promoção com prazo de validade muito próximo foram as principais queixas ouvidas pelos fiscais que atenderam os consumidores dentro dos supermercados. Esse trabalho de escuta é importante para servir como parâmetro para as ações que o Dvisa deve executar para garantir a saúde pública”, informou o diretor em exercício do Dvisa, Fernando Branco.

Segundo o fiscal Francisco Sousa , quando são encontrados produtos perecíveis sem condições de comercialização, eles são recolhidos dos expositores ou prateleiras e devem ser substituídos pelo próprio supermercado. “Depois, o descarte também é feito pelo estabelecimento sobre nossa fiscalização”, afirmou.

O consumidor e promotor de vendas, Dário Dahaes, declarou que é muito importante esse tipo de operação, porque em alguns estabelecimentos, as condições de armazenamento são precárias. “Por trabalhar como promotor de vendas de perecíveis, eu já presenciei situações em que o consumidor foi lesado e até mesmo passou mal por consumir produto vencido ou impróprio para o consumo”, lamentou Dário.

A Operação vai continuar até o Ano Novo, quando o Dvisa pretende visitar todos os supermercados espalhados pelas quatro zonas da cidade de Manaus. Os consumidores podem fazer denúncias através do telefone 0800 – 092 – 0123 e pelo email [email protected]