Os alertas de explosivos que causaram a evacuação de uma estação ferroviária em Madri e de vários trens em Barcelona eram falsos, já que o suposto explosivo era na realidade a fivela de um cinto em formato de granada, segundo confirmou nesta quarta-feira a polícia da Espanha.

O alerta foi acionado depois das 8h locais (5h em Brasília) pela suspeita de que uma mulher que embarcou em um trem de alta velocidade (AVE) na estação de Sants (Barcelona) com direção a Atocha (Madri) estaria levando um explosivo em sua bagagem.

Um segurança detectou o possível objeto suspeito em um scanner, mas o atraso em dar o aviso permitiu que a mulher portadora da mala pudesse embarcar em seu trem.

O alerta fez com que a circulação fosse paralisada nas seis linhas do AVE na estação barcelonesa e levou à evacuação de dois trens que tinham como destino Madri e Paris.

Agentes da polícia regional da Catalunha realizaram as verificações de segurança pertinentes e a circulação foi restabelecida de forma gradual.

O trem com direção a Madri chegaria às 10h15 locais (7h15 em Brasília), mas, minutos antes, a Polícia Nacional da Espanha começou a esvaziar a estação de Atocha, na capital espanhola.

A composição foi parada antes de sua chegada e agentes policiais inspecionaram a mala suspeita, na qual comprovaram que o suposto explosivo era uma fivela.

Após essa verificação, o alerta foi desativado e as duas estações voltaram à normalidade em questão de minutos, mas com atrasos na circulação dos trens entre as duas maiores cidades da Espanha. (EFE)