Flamengo volta a dar vexame e está fora da Libertadores - Fato Amazônico

Flamengo volta a dar vexame e está fora da Libertadores

Rio de Janeiro – O Flamengo está fora da Taça Libertadores. Nesta quarta-feira, o rubro-negro, que precisava da vitória simples para avançar às oitavas de final, perdeu por 3×2 para o León-MEX, que ficou com a segunda vaga no grupo 7. O Bolívar terminou a fase de grupos na liderança. André Santos e Alecsandro marcaram para o Flamengo, enquanto Arizala, Boselli e Peña deram a vitória aos mexicanos no Maracanã.

O destaque do jogo ficou para a boa partida dos mexicanos, que com dois gols de cabeça no primeiro tempo, de Arizala e Boselli, e conseguiram garantir a classificação. Peña, no fim do segundo tempo, fez o terceiro tento mexicano que nem era necessário para sacramentar a eliminação rubro-negra.

O Léon chegou aos mesmos oito pontos do Fla, mas com melhor campanha ficou com a segunda vaga da chave. Já o Bolívar, com 11 pontos ao bater o Emelec, se classificou na liderança do grupo.

Os clubes aguardam a decisão dos outros classificados para saber quem enfrentarão na próxima fase. Ao Flamengo resta o Campeonato Carioca, que será decidido no próximo domingo, contra o Vasco, novamente no Maracanã.

O JOGO

Precisando do resultado, o Fla partiu para o ataque e teve a primeira grande chance, aos cinco minutos. Alecsandro recebeu na entrada da área e chutou de bico, mas a bola passou raspando a trave de William Yarbrough. Com dez minutos, o Fla começou a sentir que o jogo não seria nada fácil. O meia Elano, recuperado de lesão para esta partida, sentiu dores, começou a mancar e precisou ser substituído por Gabriel.

O Fla voltou a carga com jogadas pela lateral. Em uma delas, aos 17 minutos, Léo Moura cruzou da direita e Wallace subiu sozinho para cabecear, mas a bola foi por cima do gol mexicano. Aos poucos, o Léon ganhava espaço e parava o jogo como podia. Em um lance de bola parada, aos 21, Arizala ganhou de André Santos pelo alto e desviou para o fundo do gol rubro-negro, abrindo o placar no Maracanã.

Com o gol do León, o jogo pegou fogo. Paulinho chutou com muito perigo, aos 23, e os mexicanos responderam com chute cruzado do argentino Boselli. Felipe, seguro, defendeu em dois tempos. No lance seguinte, o lateral André se redimiu da disputa perdida e anoto o tento de empate do Fla.

Mas nem deu tempo de comemorar. No lance seguinte, Hernández avançou pela esquerda logo na saída de bola e cruzou para Boselli, novamente no alto, desta vez ganhar de André Santos e Samir e marcar o segundo tento mexicano. A bola tocou no travesão e quicou dentro do gol.

Também rapidamente, o Fla empatou outra vez. Everton fez bom lance na esquerda e cruzou para a área. Alecsandro bateu de primeira e a bola desviou em González antes de enganar o goleiro mexicano, aos 34 minutos. Everton também teve outra chance, aos 44, mas bateu para fora.

Desta maneira, acabou o eletrizante primeiro tempo no Rio de Janeiro. Na etapa final, as equipes voltaram sem alterações. No segundo tempo, o Fla foi para a pressão descontrolada, até com a entrada do atacante Negueba no lugar do "azarado" André Santos.

Gabriel levou perigo no início da etapa, em lance de cabeça, que Yarbrough salvou. Paulinho quase conseguiu a virada, mas bateu para fora, aos sete. Enquanto o Flamengo tentava tentava chegar, o León começou a dominar o jogo e o veterano zagueiro Rafa Márquez tranquilizava sua equipe.

Aos 14 e aos 15 minutos, o León quase fez o terceiro, com Boselli e Arizala. Hernández também teve grande chance, aos 23, mas Felipe salvou em grande defesa. Já aos 33, Peña recebeu livre na área e bateu fraco. Porém, foi dele o "banho de água fria" nos flamenguitas.

Aos 38 minutos, Peña pegou sobra na área brasileira e livre de marcação chutou de canhota para o fundo do gol de Felipe.

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 2 X 3 LEÓN-MEX

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro

Data: 9 de abril de 2014 (Quarta-feira)

Horário: 19h45(de Brasília)

Árbitro: Diego Abal (Argentina)

Assistentes: Gustavo Rossi (Argentina) e Ivan Nuñez (Argentina)

Gols: FLAMENGO: André Santos e Alecsandro. LEÓN: Arizala, Boselli e Peña.

Cartões Amarelos: FLAMENGO: André Santos, Amaral e Negueba. LEÓN: Rafa Márquez, González, Montes e Boselli.

FLAMENGO: Felipe, Leonardo Moura, Wallace, Samir e André Santos (Negueba); Amaral, Muralha, Elano (Gabriel) e Everton; Paulinho (Nixon) e Alecsandro

Técnico: Jayme de Almeida

LEÓN: William Yarbrough, José Magallón, Rafael Márquez, e Edwin Hernández; José Vázquez Gómez, Carlos Peña Rodríguez (Aldo Rocha), Elías Hernández (Onay Pineda) e Luis Montes; Franco Faustino Arizala (Luis Delgado) e Mauro Boselli

Técnico: Gustavo Matosas