Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Moradores da rua Boa Esperança, no bairro Vila da Prata, zona Centro-Oeste, participaram, na manhã de ontem (20), da formação de mais uma brigada de combate ao caramujo africano realizada pela Prefeitura de Manaus. A finalidade foi a de mobilizar a comunidade  no combate à proliferação do molusco que ocorre geralmente em locais com acúmulo de lixo e umidade. A formação foi realizada na sede da Igreja Pentecostal do Brasil, que cedeu espaço para a capacitação.

A Divisão de Educação Ambiental da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), responsável pelas formações, esclarece que a meta principal do trabalho é sensibilizar a população sobre a importância da coletividade nesse processo.  “A brigada nada mais é do que a participação  popular na missão de manter limpa e livre da praga do caramujo os quintais e ruas”, afirmou o chefe da Divisão de Educação Ambiental da Semmas, Raimundo Araújo, acrescentando que a brigada só acontece  se houver a solicitação da comunidade.

A moradora Leonilia dos Santos Pantoja participou da ação confiante no resultado positivo. “A brigada ajuda a comunidade a tratar melhor do problema. Muita gente tem o quintal cheio de lixo e caramujo e não faz nada pra resolver a situação”, explicou a moradora. Após a parte teórica da formação, os participantes foram à prática, fazer a coleta de caramujos na comunidade. Siviko Araújo,  líder comunitário, destacou a importância da presença dos técnicos da Semmas na área. 

“O caramujo africano foi introduzido de forma incorreta no meio ambiente e hoje enfrentamos o desafio de erradicar essa praga, que não tem predador natural e pode causar doenças”, afirmou Siviko.  Na formação,  são repassadas informações sobre o histórico do caramujo africano no Brasil, as características da espécie e o passo a passo para coleta e extermínio feitos de forma correta e segura.

O primeiro passo é identificar a espécie, com a mão protegida, com luva ou saco plástico coletar o caramujo africano e colocar num saco plástico. Esmagar os caramujos no saco e colocar um punhado de sal ou cal dentro do saco. Fechar o saco e destinar à coleta normal de lixo.


Compartilhe
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •