Foto da cobra gigante na comunidade de Mirití no Amazonas, real ou ficção? - Fato Amazônico

Foto da cobra gigante na comunidade de Mirití no Amazonas, real ou ficção?

A Amazônia é mundialmente conhecida por sua extensão territorial, na qual boa parte é de mata rica em fauna e flora, local ideal para a sobrevivência e também para o crescimento de animais. Nessa região, também é possível encontrar rios e lagos, fazendo que esse ambiente se torne o clima comum para as cobras, durante muitos anos, houve relatos de cobras gigantes encontradas principalmente no Interior do Amazonas. Essas cobras, tinham tamanhos consideráveis e poderia facilmente matar um ser humano adulto e engoli-lo.

Ataques de cobras gigantes são bastante comuns de acontecer com índios e ribeirinhos, pois são pessoas que trabalham diretamente com a natureza e consequentemente estão muito próximos a qualquer ataque de uma serpente. Os ataques de cobras gigantes começaram a ser muito vistos com a chegada de equipamentos eletrônicos que facilita muito na gravação, com isso muitas pessoas que estão no local certo e no momento certo, consegue fazer uma boa foto de uma cobra gigante.

Será verdade?

Será uma montagem de algum profissional? Pode ser, a imagem está aí para ser analisada por qualquer expert em editoração gráfica. Mas fiquem cientes que existe sim cobras imensas em nossas matas e rios deste grande Amazonas.

Questão de Perspectiva?

As fotografias são, na verdade, o resultado do trabalho de algum artista, que teve a ideia de fotografar uma cobra real ao lado de vários bonecos e crianças?

Improvável, mas nos dias de hoje, quase todo mundo é cético e ainda mais se não conhece nossa região.

A História dessa foto

Foi enviado para a redação do Barcelos na NET através do Aplicativo Wathsapp no último final de semana, e como recebemos centenas de imagens diariamente só fomos nos dar conta do conteúdo desta imagem na segunda-feira(18). Ocorre que não temos mais informações sobre esta imagem, apenas que a Cobra apareceu na Comunidade do Mirití, e que por fazermos uma limpeza nos dados do aplicativo Wathsapp não salvamos o contato que enviou a foto da cobra, impossibilitando assim mais informações da mesma.

Depois de algumas pesquisas, um de nossos colaboradores encontrou o autor da foto: Seria Rafael Basto que registrou a foto o réptil media aproximadamente 16,89 metros. Ele disse que a cobra já era suspeita de ter feito 5 vitima na comunidade por isso os ribeirinhos decidiram matar o cobra. “ela foi morta a tiro e a cacetada por isso que a boca dela está desse jeito foto é verdadeira!! Por que quem bateu a foto foi eu, e quem ta segurando ela é meu tio, uma sucuri de 16,89 metros a maior já registrada no amazonas” Concluiu Rafael.