Fotografias mostram descaso do prefeito de Novo Aripuanã com a cidade, principalmente com a limpeza pública - Fato Amazônico

Fotografias mostram descaso do prefeito de Novo Aripuanã com a cidade, principalmente com a limpeza pública

Leitores do Fato Amazônico encaminharam fotografias do município de Novo Aripuanã (227 Km de Manaus), localizada no Rio Madeira e hoje com mais de 23 mil habitantes, onde mostram o descaso da administração do prefeito Raimundo Robson de Sá (PV), eleito com 36,08% dos votos válidos ou seja 2.819, com duas importantes áreas, a saúde e a limpeza pública, que de acordo com as denúncias teve seus funcionários esse mês todos demitidos pelo chefe do executivo.

Na frente da cidade logo se observa o descaso do poder público, o prédio do porto onde tem os dizeres “Nós amamos o Brasil” está completamente abandonado, sem pintura, com rachaduras e uns bancos velhos de concretos para as pessoas sentarem, mostram como é a administração de Robson de Sá.

Com a demissão dos servidores o caos tomou conta de toda cidade onde por toda parte a qualquer hora do dia o que mais ver são urubus comendo a sujeira deixada pelo descaso da administração pública.

Nas fotografias encaminhadas se pode ver a situação em que se encontra o mercado completamente abandonado pelo poder público. Em uma das fotos o telhado com tantos buracos mais parece uma tábua de pirulito, que não são pequenos, mas imensos e quando chove as pessoas não sabem se molham-se mais dentro do estabelecimento ou do lado de fora.

Sem pintura e nenhuma manutenção o prédio mais parece um local abandonado do que o marcado municipal de Novo Aripuanã.

Outro descaso ainda no mercado é com a falta de higiene da comercialização dos produtos. Em uma das outras fotografias se pode ver da maneira como a carne que é consumida pela população é exposta e como deteriorada está a banca onde é vendida.

Sem a limpeza público os sacos de lixo estão sendo jogados a beira do Rio Madeira

Na oficina onde é realizada a manutenção de carros da prefeitura, ainda com um piso de barro, se observa os veículos como que abandonados, um deles uma ambulância do Hospital Regional de Novo Aripuanã, demonstrando como a administração trata com descaso a saúde do município.

De acordo com os moradores o hospital é bom, mas está sempre lotado de pessoas. “Se a limpeza pública tivesse funcionando seria melhor e evitaria que as pessoas contraíssem mais e mais doenças levando ao aumento no número de atendimento no hospital”, disse um morador, que temendo represália, terá o nome preservado.

Prefeito Robson Sá, já foi multado pelo TCE por descumprimento da Lei da Transparência

Em outubro de 2013, no primeiro ano de sua administração o prefeito Robson de Sá, foi multado pelo Pleno do Tribunal de Contas do Estado do Amazonas, em R$ 8.768,25 mil por descumprimento da Lei da Transparência. De acordo com o órgão, o gestor municipal também foi multado em R$ 2.192,06 porque deixou de atender as diligências do Tribunal.

A reportagem do Fato Amazônico tentou ouvir o prefeito Robson de Sá, pelo telefone fixo 097-3379-1248, que seria do gabinete do prefeito, mas a mensagem da operadora era de que o número não existia. Tentamos pelos celulares da representação em Manaus 9960x-5x7x e 9918x-5x7x, mas estavam fora da área de serviço.