Garantido é homenageado nas comemorações de 50 anos do Festival de Parintins na CMM - Fato Amazônico

Garantido é homenageado nas comemorações de 50 anos do Festival de Parintins na CMM

Com a presença de convidados e itens oficiais do Boi-Bumbá Garantido, a Câmara Municipal de Manaus (CMM) realizou Sessão Especial, nesta quarta-feira (15), para homenagear o 50º aniversário do Festival Folclórico de Parintins (município a 369 quilômetros de Manaus), de iniciativa do vereador Arlindo Júnior (PROS), presidente da Comissão de Cultura e Patrimônio Histórico (COMCPH).

O evento ocorreu no plenário Adriano Jorge da Casa Legislativa, abrindo as atividades parlamentares do dia, em sessão comandada pelo vereador Hiram Nicolau (PSD), presidente em exercício da Casa Legislativa. A homenagem aos 50 anos do Festival de Parintins faz parte da agenda positiva de homenagem à cultura do Estado, como revelou Hiram Nicolau na abertura dos trabalhos.

Ex-prefeito de Parintins, hoje deputado estadual Bi Garcia (PSDB), lembrou do início do festival, quando ainda nem tinha nascido, por iniciativa do movimento da Igreja Católica, Juventude Alegre Cristã (JAC), comandado pelo padre Augusto. Destacou que o seu boi, Caprichoso, vem “pegando peia” nesses 50 anos de festival, pois são 30 títulos do Garantido contra 20 do Caprichoso.

O deputado ressaltou que a crise fez o festival perder cerca de 30% de sua receita oriunda do governo do Estado, o que fez os bumbás recorrerem às empresas do setor privado. “A maioria das empresas do Distrito Industrial usam a Lei Rouanet para incentivar o futebol fora do Estado, mas estamos mudando essa realidade”, disse ele, citando que estão trazendo para o festival o patrocínio das empresas Samsung, Azul e Carrefour, entre outras. “Todo empenho está sendo feito para fortalecer o festival”, assegurou.

Caprichoso

No último dia 8, a Câmara Municipal de Manaus prestou homenagem ao Boi-Bumbá Caprichoso pelos 50 anos do Festival, com a presença dos dirigentes e itens do bumbá azul e branco.

A homenagem, entremeada pela apresentação do cantor Leonardo Castelo e participação de integrantes da torcida organizada do bumbá, contou com a presença dos vereadores; do titular da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Bernardo Monteiro de Paula; do deputado estadual Bi Garcia (PSDB), do presidente do boi, Adelson Albuquerque, e da presidente do Movimento Amigos do Garantido (MAG), Izoney Thomé; do ex-deputado e amo do boi, Toni Medeiros; além dos itens femininos do bumbá Vermelho e Branco, como a cunhã-poranga Verena Ferreira, a porta-estandarte Daniela Tapajós e a rainha do Folclore, Isabelle Nogueira, e dos itens masculinos, o pajé André Nascimento e o tripa do boi, Denildo Piçanã.

Filha do fundador do boi, Lindolfo Monteverde, Maria do Carmo Monteverde, representante da família durante a homenagem, fez a entrega da placa de agradecimento pela homenagem ao presidente em exercício, Hiram Nicolau. Maria do Carmo Monteverde se disse orgulhosa, por nesta atual administração do bumbá, receber a ordem de movimentar o curral do boi, onde tudo começou. “Dia 5 de maio faremos uma festa em Manaus para arrecadar recursos para cobertura do antigo curral do boi”, afirmou.

Autor da homenagem, o vereador Arlindo Júnior lembrou que o sucesso do festival se deve aos bois Caprichoso e Garantido. Na ocasião, o vereador recebeu uma placa de agradecimento pela homenagem, entregue pela presidente do MAG, Izoney Thomé.

Apesar de não ter nascido em Parintins, o vereador, que tem o título de cidadão parintinense, assegura que todas as vezes que pode homenagear Parintins e o festival, o faz com o maior carinho. “Na semana passada fiz a homenagem ao meu boi Caprichoso. Mas um boi não vive sem o outro. Se o festival hoje é o que é, deve-se aos bumbás”, afirmou. Arlindo Júnior ressaltou ainda o fato dos bois de Parintins terem dado uma identidade cultural ao Estado do Amazonas, principalmente “fazendo uma festa maravilhosa”.

O vereador disse também que o início dos ensaios em Manaus, no último sábado (11), no antigo Charriot, na avenida Max Teixeira, Zona Norte, demonstrou que o povo gosta do ritmo, lotando o espaço. Segundo ele, a rivalidade dos bois na arena, que move o festival, não pode morrer. “É uma brincadeira que pode tirar os jovens da marginalidade. A gente vê muitos jovens brincando com seus pais, dançando o dois pra lá e dois pra cá”, assegurou, destacando que a homenagem era também direcionada ao torcedor mais humilde, aquele que fica de 14 horas até o amanhecer para entrar no bumbódromo de Parintins durante o festival.

Tony Medeiros também destacou, na sessão, se dizendo feliz por fazer parte do festival. “Sempre digo que o que conquistei foi porque não tive vergonha de assumir as minhas raízes”, disse ele, que cantou a toada “Minha Sina”, do compositor Inaldo Medeiros.

Grande expectativa

Presidente do boi, Adelson Albuquerque, também foi agraciado com um diploma alusivo ao cinquentenário do festival durante sessão na Câmara. Ele, que está há oito meses à frente da agremiação, garantiu que as expectativas são as melhores para o festival deste ano. Com investimentos para o boi de arena estimado em R$ 8 milhões, Albuquerque assegura que o Boi Garantido está preparando um espetáculo grandioso e bonito para as três noites do festival, com o tema VIDA. O festival será realizado no último final de semana de junho, em Parintins.

A prévia do espetáculo, segundo ele, foi vista na gravação do DVD VIDA, que deve sair até o dia 15 de maio, com lançamentos em Parintins e em Manaus. Segundo ele, esses lançamentos devem ocorrer após a festa de Alvorada do boi, entre os dias 30 de abril a 1º de maio.

O festival, que chega aos 50 anos, de acordo com o presidente do boi Vermelho, é sem dúvida um marco para a cultura brasileira. “São meio século de Vida e muitas histórias para contar”, assegurou.